PSD quer conhecer justificação para Governo afirmar que área ardida devia ser superior

Agência Lusa , JGR
23 ago, 12:54
Debate parlamentar na Assembleia da República (Mário Cruz/ Lusa)

Os deputados sociais-democratas consideram que as afirmações~da secretária de Estado da Proteção Civil carecem de um esclarecimento urgente

O PSD pediu hoje ao ministro da Administração Interna o estudo em que se baseia o Governo para considerar que a área ardida este ano deveria "ser 30% superior", e acusou o executivo de "total insensibilidade".

Num requerimento endereçado hoje, através do parlamento, ao ministro da Administração Interna, o Grupo Parlamentar do PSD refere declarações da secretária de Estado da Proteção Civil na sexta-feira à noite.

Em entrevista à SIC Notícias, Patrícia Gaspar afirmou que, face à "severidade meteorológica", os "algoritmos e dados dizem que a área ardida" deveria "ser 30% superior" e considerou que, "apesar da complexidade, o dispositivo tem estado a responder bem".

"Declarações desta natureza denotam uma total insensibilidade, são absolutamente desnecessárias e desrespeitosas para com as vítimas dos incêndios que têm assolado o nosso país, designadamente para com quem tem sofrido e perdido os seus bens", critica o PSD no requerimento divulgado.

Os deputados sociais-democratas consideram que "estas afirmações carecem de um esclarecimento urgente, designadamente quanto à sua natureza e respetiva fundamentação científica, e qual a relação que tais algoritmos têm tido na decisão operacional e técnica e nos meios empenhados no combate aos fogos rurais que Portugal está a sofrer".

Apontando ser "da maior utilidade que sejam divulgados os estudos científicos que o Ministério da Administração Interna alegadamente possui nos quais se fundamentam as referidas afirmações da secretária de Estado", o PSD requer que seja remetido ao parlamento "o estudo que sustenta que a área ardida deveria ser 30% superior aos atuais 93.000 hectares", bem como "informação sobre a autoria do estudo, designadamente se foi elaborado por entidades externas ao MAI e quando".

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados