Covid-19: Joe Biden diz que é preciso "fazer mais e melhor" perante falta de testes

Agência Lusa , BMA
27 dez 2021, 19:44
Joe Biden
Joe Biden

Ómicron já é a variante da covid predominante nos Estados Unidos e é responsável por mais de 70% das infeções

PUB

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, admitiu hoje que "é preciso fazer mais" para que os norte-americanos tenham acesso aos testes covid-19, depois de estes terem esgotado na maioria das farmácias do país antes do Natal.

"Vimos como foi difícil para algumas pessoas aceder aos testes este fim de semana e isso mostra que temos trabalho a fazer", admitiu Biden durante uma reunião virtual com 25 dos 50 governadores do país, democratas e republicanos.

PUB

Tal como aconteceu noutros países, antes do fim de semana de Natal muitos norte-americanos foram a clínicas ou farmácias para fazerem teste à covid-19 e descobriram que não havia vagas disponíveis e que os testes de antigénio para fazer em casa tinham esgotado.

Na semana passada, Biden respondeu com aspereza a uma pergunta de um jornalista sobre a falta de testes, mas hoje reconheceu que as filas para comprar ou fazer teste eram "muito longas" em alguns estados e que "é preciso fazer mais" e "fazer melhor".

Ómicron

Na semana passada o Presidente delineou o que seria a estratégia dos EUA contra a variante Ómicron e anunciou que o seu governo vai distribuir auto-testes de antigénio, que serão gratuitos, a partir de janeiro.

PUB
PUB
PUB

A Ómicron já é a variante do coronavirus predominante nos Estados Unidos e é responsável por mais de 70% das infeções.

Os Estados Unidos continuam a ser um dos países mais atingidos pela pandemia, com mais de 816.000 mortes e 52,3 milhões de infeções desde março de 2020, segundo os dados da Universidade Johns Hopkins.

Relacionados

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados