VÍDEO: Ronaldo evita terceira derrota consecutiva do Man. United

28 abr, 21:44

Empate em casa com o Chelsea deixa a equipa de Old Trafford mais longe de jogar a Liga dos Campeões na próxima época

O Manchester United saiu vivo da receção ao Chelsea, com um empate 1-1 que não serve as pretensões do clube, mas que acaba por ser lisonjeiro tal foi do domínio dos Blues de Thomas Tuchel em Old Trafford. Cristiano Ronaldo voltou a marcar, mas o empate deixa a equipa comandada por Ralf Rangnick mais longe da luta pela presença na Liga dos Campeões na próxima época.

Os Reds, com muitas limitações, mas com Dalot, Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo em campo, estavam obrigados a vencer para ainda poderem reentrar na luta pelo quarto lugar, mas só podem ficar satisfeitos com o empate, até pelos recentes desaires frente a outros tradicionais rivais: 0-4 diante do Liverpool e 1-3 com o Arsenal.

Bruno Fernandes ainda cabeceou à figura de Mendy, aos 10 minutos, enquanto, logo a seguir, Cristiano Ronaldo tentou um remate acrobático, mas muito por cima da trave. Depois só deu praticamente Chelsea, com uma posse de bola crescente e avassaladora a encostar a equipa da casa às cordas.

Havertz teve duas oportunidades claras para abrir o marcador na primeira parte, mas encontrou pela frente um De Gea determinado em manter o nulo intato. De resto, Chelsea, Chelsea e mais Chelsea, com Kanté e Jorginho em plano de destaque na rápida recuperação de bola que mantinha o United sob constante sufoco.

O nulo ao intervalo já era lisonjeiro para o United, tal foi o domínio do Chelsea. Logo a abrir a segunda parte, Cristiano Ronaldo, a passe de Matic, teve uma boa oportunidade para abrir o marcador, mas logo a seguir o Chelsea voltou a pegar na bola e no jogo.

E foi sem qualquer surpresa que, aos 60 minutos, os Blues chegaram ao golo. Reece James [que grande exibição!] cruzou da direita, Havertz desviou de cabeça na área e Marcos Alonso atirou a contar. Um resultado que batia certo com o que estava a acontecer no jogo.

No entanto, a bola foi ao centro, o Chelsea desconcentrou-se e o United empatou logo a seguir, dois minutos depois. Recuperação de Matic que, depois, pica a bola para a área, onde Cristiano Ronaldo controla, com uma grande receção, antes de bater Mendy. Estava outra vez tudo empatado.

Matic andou depois enrolado com Reece James e, já com amarelo, arriscou a expulsão. Thomas Tuchel não esperou muito mais e lançou, de uma assentada, Pulisic e Lukaku para a contenda. O Chelsea voltou a carregar e Reece James esteve muito perto de recuperar a vantagem para os Blues, com um remate que foi ao poste. O United resistiu e, tal como na primeira volta, empatou com a equipa de Stamford Bridge.

Um empate que, apesar de tudo, não serve em nada aos interesses do Manchester United que continua no sexto lugar da classificação da Premier League, com 55 pontos, menos três do que o Tottenham, menos cinco do que o Arsenal e, ainda por cima, com mais dois jogos realizados do que os rivais londrinos.

O golo de Cristiano Ronaldo:

Relacionados

Patrocinados