Rapper PnB Rock assassinado a tiro num restaurante em Los Angeles

Agência Lusa , CE
13 set, 07:13
PnB Rock

Atirador encontra-se a monte

O 'rapper' PnB Rock foi morto a tiro por um desconhecido na segunda-feira à tarde num restaurante de Los Angeles, nos Estados Unidos, onde se encontrava com a namorada, disse a polícia local.

Um homem armado se aproximou-se do músico e exigiu que este lhe entregasse as joias. Quando o 'rapper' recusou, disparou "várias balas", de acordo com a polícia.

"Estamos a verificar o áudio do vídeo da câmara de segurança para determinar exatamente que palavras foram trocadas antes do incidente e para identificar o atirador", acrescentou.

O atirador, que ainda não foi detido, saiu pela porta lateral para um parque de estacionamento perto do estabelecimento e fugiu num carro.

PnB Rock foi transportado para um hospital próximo, onde morreu 45 minutos depois.

Rock tinha conseguido ganhar espaço na competitiva indústria hip-hop norte-americana, depois do êxito "Fleek" (2015), seguido de "Everyday We Lit" (2016), uma faixa com o 'rapper' YFN Lucci, com grande repercussão no país.

Nesse mesmo ano lançou "Selfish", que também causou um grande impacto e fez com que fosse reconhecido internacionalmente, levando-o a colaborar com músicos como o britânico Ed Sheeran em "Cross Me" (2019).

"Luv Me Again" foi a última música lançada, há dois dias, por PnB Rock.

O assassínio de PnB Rock não foi o único incidente envolvendo um 'rapper' em Los Angeles, este mês, pois Wakko The Kidd e o seu produtor também foram alvejados, depois de uma sessão de gravação a 01 de setembro.

Música

Mais Música

Patrocinados