Portugal triplicou o número de pedidos de patentes europeias nos últimos dez anos

Agência Lusa , AM
19 mar, 07:24

REVISTA DE IMPRENSA || Só no ano passado foram pedidas cerca de 330 patentes

Nos últimos dez anos, Portugal triplicou o número de pedidos de patentes europeias, avança o jornal Público. Só no ano passado foram pedidas cerca de 330 patentes, naquele que é o número mais alto de sempre e que volta a confirmar a tendência que se regista desde 2014.

A maioria dos pedidos nacionais têm origem nas universidades, nas instituições do estado, ou em start ups e dizem respeito a tecnologia informática, seguidas da tecnologia médica e da indústria farmacêutica.

Apesar do elevado número de pedidos de patentes, a organização europeia não costuma divulgar qual é a taxa de rejeição ou de desistência.

Sabe-se apenas que a partir do momento em que a patente é requerida, o processo demora, em média, 2 anos e meio.

Ciência

Mais Ciência

Patrocinados