Papa diz que assinou há nove anos carta de demissão caso a sua saúde se deteriore

Agência Lusa , MM
18 dez 2022, 10:30
Papa Francisco (Getty Images)

Francisco, que fez este sábado 86 anos, disse ao jornal espanhol ABC que remeteu ao secretário de Estado do Vaticano, Tarcísio Bertone, antes de este se reformar em 2013

O Papa Francisco revelou, numa entrevista publicada, que assinou, há cerca de nove anos, uma carta de demissão caso problemas de saúde o impeçam de cumprir as suas funções.

O chefe da Igreja Católica, que fez no sábado 86 anos, disse ao diário espanhol ABC que assinou a carta de demissão e a remeteu ao secretário de Estado do Vaticano, Tarcísio Bertone, antes de este se reformar em 2013.

“Assinei a demissão e disse-lhe: 'Em caso de impedimento médico ou outro, aqui está a minha demissão. Tem-la", declarou.

Questionado sobre se queria que esta informação fosse conhecida, o papa respondeu: "É por isso que lhe estou a dizer".

Francisco, que já havia afirmado no passado que renunciaria caso tivesse problemas de saúde, disse não saber o que Bertone fez à carta.

O Papa tem um problema de joelho inoperável, que o obrigou a usar uma cadeira de rodas nos últimos meses e, no último ano, teve de cancelar ou reduzir a sua atividade, várias vezes, devido à dor. Numa entrevista concedida em julho, admitiu que tinha de abrandar.

"Penso que na minha idade e, com este constrangimento, tenho de me preservar um pouco para poder servir a Igreja. Ou, pelo contrário, refletir na possibilidade de me retirar", disse.

O predecessor de Francisco, Bento XVI, demitiu-se em 2013 devido a problemas de saúde e vive agora no Vaticano.

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados