OE2022: pagamentos em atraso de entidades pública desce este ano

Agência Lusa , FMC
26 mai, 21:18
Dinheiro

Os pagamentos em causa fixaram-se em 602 milhões até abril, o que representa uma diminuição de 33,2 milhões de euros face ao período homólogo

Os pagamentos em atraso das entidades públicas fixaram-se em 602 milhões de euros até abril, menos 33,2 milhões de euros face ao período homólogo, segundo a síntese de execução orçamental.

“No final de abril os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 602 milhões de euros, o que representa uma diminuição de 33,2 milhões de euros relativamente ao período homólogo e um aumento de 93,3 milhões de euros face ao final do mês anterior”, lê-se no documento divulgado esta quinta-feira pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

A evolução homóloga contou com o contributo dos recuos verificados na Administração Regional (18,3 milhões de euros), na Administração Central, excluindo o subsetor da saúde, (8,4 milhões de euros), bem como nas Empresas Públicas Reclassificadas (6,1 milhões de euros).

Já na variação mensal destaca-se o contributo dos Hospitais EPE, com mais 86,5 milhões de euros.

Segundo um comunicado do Ministério das Finanças, nos primeiros quatro meses do ano, a despesa com juros e outros encargos desceu cerca de 368 milhões de euros, ou seja, menos 11,5% face ao período homólogo, sobretudo, devido à redução dos juros com Obrigações do Tesouro.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Economia

Mais Economia

Patrocinados