Nasa divulga imagens de satélite que mostram dimensão da tragédia no Rio Grande do Sul

CNN Brasil , Fábio Munhoz
10 mai, 09:20

Chuvas já fizeram mais de cem mortos

A Nasa, agência espacial ligada ao governo dos Estados Unidos, divulgou imagens captadas por satélite que mostram a dimensão da tragédia provocada pelas chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde a semana passada.

Até a tarde de quinta-feira, 107 pessoas morreram, 374 estão feridas e 136, desaparecidas. Em todo o estado, 428 municípios foram atingidos – veja a lista aqui.

Para efeito de comparação, a Nasa divulgou duas imagens da região metropolitana de Porto Alegre: uma do dia 20 de abril – antes do início dos atuais eventos climáticos – e outra desta semana.

A imagem mais recente mostra os rios Jacuí, Sinos e Caí completamente inundados, com a água a transbordar por uma área extensa a partir dos leitos. As águas com cor de barro chegam ao lago Guaíba e à lagoa dos Patos.

A imagem abaixo mostra, a azul, o nível normal dos rios que banham a Grande Porto Alegre e, a vermelho, como esses cursos de água ficaram depois das tempestades.

Imagem mostra, na cor azul, o nível normal dos rios que banham a Grande Porto Alegre e, em vermelho, como esses cursos d’água ficaram após as tempestades Divulgação/Nasa

O transbordo desses grandes rios provocou grandes enchentes em municípios da região metropolitana. Além de Porto Alegre, as imagens de satélite mostram cidades como Canoas, Guaíba e Eldorado do Sul debaixo de água.

Outra imagem focada em Porto Alegre mostra como a cidade foi castigada pelas cheias do rio Guaíba, cujo nível ultrapassou os cinco metros pela primeira vez na história. Na imagem, é possível ver a região das ilhas, o porto, o Centro Histórico, o aeroporto Salgado Filho e os estádios Beira-Rio e Arena do Grêmio completamente alagados.

 

Brasil

Mais Brasil

Mais Lidas

Patrocinados