Rui Borges: «Se houve apatia do Benfica foi mérito do Moreirense»

Nuno Dantas , Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas
3 dez 2023, 20:54
Moreirense-Benfica (MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA)

Técnico do Moreirense diz que os jogadores são «esfomeados por vitórias»

Rui Borges, treinador do Moreirense, na sala de imprensa, após igualdade (0-0) frente ao Benfica:

«Foi uma primeira parte muito boa, com a equipa muito intensa, muito competitiva, muito tranquila, corajosa, onde merecíamos ter feito golo porque criamos oportunidades claras. Era justo sair para o intervalo em vantagem. O Benfica tem dois momentos, com um remate do Di Maria e um lance de bola parada, mas controlamos o Benfica.

Após o intervalo caímos fisicamente, mas é isso que me deixa satisfeito como treinador porque percebemos quando temos de estar mais altos, quando temos de estar mais baixos, que espaços temos de tapar, e foi isso que aconteceu na segunda parte. Mérito do adversário, mas não estávamos com capacidade física e podíamos aqui ou ali criar mais problemas no contra-ataque.

Fomos controlando, com um bloco mais baixo e, tirando o golo anulado, o Benfica não teve nenhuma oportunidade clara de golo. Do outro lado estavam os campeões nacionais e do nosso os campeões da segunda liga. É diferente

É mais um jogo sem sofrer golos, mérito de toda a equipa. Feliz pelo Kewin, que é incrível não ter ganho o prémio de guarda-redes do mês. Seis jogos sem nenhum golo sofrido, é inexplicável, mas são coisas que me ultrapassam. Defendemos bem, mas também com bola jogamos bem, seja em contra-ataque, seja em jogo posicional. Sou um treinador feliz por ter este grupo e nem tenho palavras para descrever o trabalho deles. São esfomeados de vitórias e pontos.

[luta pelas competições europeias] Tem zero impacto na equipa. Desde o primeiro jogo que o objetivo são os três pontos, quer seja com o primeiro classificado quer seja com o último, respeitamos todos por igual. Muito honestamente não pensamos em mais nada. O grupo não tem uma ambição desmedida, uma ambição negativa, em excesso. Podíamos andar aqui em bicos de pés, mas não, para ter os 21 pontos tivemos de trabalhar muito. Para conquistar mais pontos vamos ter de trabalhar ainda mais porque as equipas também nos vão estudar mais.

A importância de conquistar pontos é em todos os jogos. Os jogadores acreditam no trabalho e depois vem a recompensa nos jogos. Os treinadores valorizam muito o trabalho e o grupo tem um caracter excecional. Assim é mais fácil tirar sumo deles e assim vão acreditando cada vez mais no meu trabalho».

Os adeptos foram excecionais. Gostei muito dos adeptos a festejar o golo anulado porque eles vibram connosco. Para mim é um orgulho enorme ter estes adeptos e vão ser cada vez mais importantes para nos ajudar a subir.  

[como viu o Benfica?] O Benfica era líder até chegar aqui. Se houve apatia, foi mérito do Moreirense. Uma coisa era eles criarem e falharem, mas nós não deixamos criar. Quanto ao resto já não é para mim, passa-me ao lado. Sabia que não iam alterar muito e trabalhamos sobre isso.

[Exibição de Rúben Ismael] Fez um grande jogo e só saiu porque ele pediu para sair. Fantástico jogo do Rúben, vai ter mais oportunidades, e quando Ofori e o Wallisson deixaram de estar disponíveis eu decidi logo que o Rúben ia jogar, isto há três semanas».

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Patrocinados