Monkeypox: Reino Unido vai oferecer vacinas a homens gay e bissexuais "em maior risco"

21 jun, 16:47
Monkeypox (GettyImages)

Autoridade britânica vinca que qualquer pessoa pode ser infetada, mas destaca uma comunidade de risco

A Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido (UKHSA, na sigla original) vai oferecer vacinas a homens homossexuais e bissexuais que possam estar em maior risco de contrair Monkeypox. Segundo aquela autoridade, que emitiu a decisão em comunicado, o alargamento da vacinação vai abranger os homens "em maior risco de exposição" à doença.

A UKHSA recomenda a administração da vacina Imvanex, que demonstrou eficácia no controlo do vírus, sendo que, de acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde, o Reino Unido é o país com mais casos em todo o mundo (524, o que representa cerca de 25% dos mais de 2.100 casos já sinalizados).

Aquela autoridade britânica vinca que qualquer pessoa pode ser infetada com Monkeypox, mas destaca que os dados mais recentes mostram níveis de maior risco de transmissão "entre, mas não exclusivamente, a comunidade gay, bissexual e outros homens que têm sexo com homens".

No comunicado que sustenta a decisão, o UKHSA refere três "incidentes separados" de infeções por Monkeypox: um caso de um viajante que chegou da Nigéria (e que não teve contaminação), um segundo incidente não relacionado com viagens e que terá sido por transmissão local (que teve contaminação controlada a um agregado familiar); um terceiro incidente, que ainda está sob investigação, e que está ligado a transmissões entre homossexuais, bissexuais e outros homens que têm sexo com homens.

"Casos entre esta população têm sido localizados na área de Londres", esclarece o comunicado.

A mesma autoridade esclarece ainda que um médico pode aconselhar a vacinação a quem tenha "múltiplos parceiros, participe em atos de sexo em grupo ou frequenta locais de sexo".

Esta mesma estratégia foi aprovada pelo Comité Conjunto de Vacinação e Imunização do Reino Unido, que também liderou o processo de vacinação contra a covid-19 no país.

A seguir ao Reino Unido, Portugal e Espanha são os países com mais casos confirmados. O nosso país ultrapassou esta terça-feira as 300 infeções por Monkeypox.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados