Máscara cirúrgica retirada do mercado em abril novamente colocada à venda

Agência Lusa , CE
8 nov, 15:03
Coronavírus

São do fabricante Bright5 Unipessoal LDA

A máscara cirúrgica tipo IIR, cuja venda foi suspensa em abril, voltou a ser introduzida no mercado após garantias dadas pelo fabricante, anunciou esta terça-feira o Infarmed.

Segundo a Autoridade Nacional do Medicamentos e Produtos de Saúde, em abril foi suspensa a comercialização no mercado nacional das máscaras cirúrgicas tipo IIR, do fabricante Bright5 Unipessoal LDA, por ostentarem a marcação CE de forma indevida.

“Por não existir evidência de cumprimento de todos os requisitos legais aplicáveis a nível europeu, incluindo documentação técnica incompleta, o Infarmed determinou a imediata suspensão da comercialização no mercado nacional dos referidos dispositivos”, explica aquela autoridade, numa nota publicada na sua página na Internet.

O Infarmed refere que o fabricante deu garantias de que estas máscaras cirúrgicas cumprem todos os requisitos legais aplicáveis, sendo por isso responsável pela colocação no mercado daquele dispositivo médico.

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados