O árbitro quis mesmo ver se Neuer tinha a braçadeira LGBTQI+

23 nov, 20:24
Árbitro verifica se Neuer está a utilizar a bandeira "One Love"

FIFA disse que ia punir quem o fizesse

Manuel Neuer era para ter entrado no Alemanha-Japão com a braçadeira "One Love", que apoia a causa LGBTQI+, mas uma ordem da FIFA, que ameaçou admoestar quem o fizesse, acabou por fazer o jogador voltar atrás.

O guarda-redes acabou por entrar em campo com uma braçadeira alternativa, contra o racismo, mas surgiram várias dúvidas se Manuel Neuer estaria ou não a utilizar a "One Love" por baixo da outra.

Para dissipar essas dúvidas, um dos árbitros auxiliares da partida dirigiu-se ao jogador para confirmar que estava tudo em ordem e que o jogo podia começar sem o nome do alemão no caderno dos cartões amarelos.

Se em campo a utilização da braçadeira foi impedida, o que foi muito criticado pela federação alemã, nas bancadas houve quem quisesse dar imagem ao descontentamento. Mesmo ao lado do presidente da FIFA, a ministra do Interior da Alemanha utilizou por vários minutos a "One Love", reiterando uma mensagem mais tarde partilhada pela federação: "Os direitos humanos não são negociáveis".

Relacionados

Desporto

Mais Desporto

Patrocinados