Bruno Fernandes: «Às vezes pensas: "Não sou bom o suficiente para estar aqui"»

27 dez 2023, 12:56
Bruno Fernandes no Manchester United-Aston Villa (ADAM VAUGHAN/EPA)

Português fala do momento do Manchester United, da importância do golo de Rasmus Højlund e da entrada de Jim Ratcliffe no clube

O futebolista português do Manchester United, Bruno Fernandes, sublinhou a importância de haver «crença» no balneário, após a vitória de terça-feira ante o Aston Villa, com reviravolta (3-2), reconhecendo a a época difícil conduziu a algumas dúvidas no grupo.

«A crença tem de estar lá, porque se não acreditamos uns nos outros, vai ser difícil. Obviamente, nestes últimos momentos, tens sempre alguma descrença, mesmo em ti. Às vezes pensas: “Não sou bom o suficiente para estar aqui”. É normal quando as coisas não estão bem. Não importa se tens muita confiança, ou o quão corajoso és, mas sim a maneira como ultrapassas isso e como tens resultados, mesmo quando as coisas não vão bem», afirmou, em declarações à Amazon Prime Video.

Bruno falou ainda sobre Rasmus Højlund, autor do golo da vitória, e de Jim Ratcliffe, que recentemente adquiriu 25 por cento do Manchester United.

«Estou muito feliz, não só por ele, mas porque foi o 3-2 e precisávamos muito disso. Sabemos que, como avançado, ele precisa de marcar golos e está ansioso por isso. Espero que ele tenha mais para dar! Precisamos muito que ele marque golos, tal como todos os avançados que temos na equipa. Tudo o que queremos é que os nossos avançados tenham confiança para marcar mais golos. Ele sabe que vai sofrer pressão, joga num dos maiores clubes do mundo e sabe como é jogar aqui. Tens em ti toda a atenção, então ele tem de habituar-se a isto», referiu o português.

Rasmus Højlund chegou ao clube em agosto de 2023 e já fez 23 jogos, tendo marcado seis golos, sendo o primeiro na Premier League, este que marcou ao Aston Villa. Os outros cinco foram na Liga dos Campeões, competição essa que o Manchester United já foi eliminado. Após o encontro, Højlund admitiu que foi o «melhor dia» da sua «vida».

Bruno Fernandes foi também questionado sobre o facto de Jim Ratcliffe ter adquirido recentemente 25 por cento do Manchester United, e se isso afetaria de algum modo a equipa, dentro do balneário e no campo.

«Não muito, honestamente, porque não vai mudar nada daquilo que fazemos em campo. A única coisa que pode mudar é eles trazerem alguns jogadores novos, que possam fazer a diferença para nós, mas fora isso temos de ser nós em campo a fazer a diferença que precisamos. Obviamente que lemos nas redes sociais, nos jornais, e sabemos o que o clube está a passar neste momento, mas isso não vai mudar em nada o que fazemos em campo. Nós temos de concentrar-nos em nós mesmos e na equipa, no que podemos controlar - o nosso desempenho,» conclui o capitão.

De recordar que o Manchester United encontra-se em sexto lugar da Premier League, com 31 pontos, fruto de dez vitórias, um empate e oito derrotas. Nos últimos cinco jogos oficiais, só somou uma vitória. A reviravolta frente ao Aston Villa poderá ser um ponto de viragem para a equipa de Bruno Fernandes e Diogo Dalot.

Relacionados

Patrocinados