P. Ferreira-Boavista, 1-1 (destaques)

André Cruz , Estádio Municipal da Capital do Móvel, Paços de Ferreira
21 jan, 23:33
P. Ferreira-Boavista (Lusa/Manuel Fernando Araújo)

E tudo Gorré mudou

FIGURA: Gorré

Entrou e mudou o jogo. Petit estava insatisfeito com o rendimento de Ntep e lançou o número 7 para o corredor esquerdo. Desequilibrou com os movimentos interiores e foi através de uma ação desse tipo que apontou o golo do empate, com um remate colocado em arco.

MOMENTO: Petit mexe na estrutura (60m)

A alteração tática de Petit acentuou ainda mais o caudal ofensivo do Boavista. A equipa foi para cima do Paços de Ferreira, que se remeteu a defender nos últimos trinta metros. A largura dada por Hamache criava muitas dificuldades à última linha dos pacenses e o conjunto de jogadores entre linhas dificultava as marcações.

OUTROS DESTAQUES

Hamache

Só não foi o melhor elemento em campo, pelo erro crasso que origina a grande penalidade. De resto, esteve exímio nas suas ações, sobretudo no cruzamento, facilitando em muito a tarefa dos avançados.

Porozo

Muito rápido e forte na cobertura. Impediu João Pedro de somar qualquer oportunidade de golo, pois evitava que o avançado dos castores rodasse para ganhar posição ou, até, na velocidade.

Lucas Silva

Foi o elemento mais perigoso do Paços. A equipa explorou a sua profundidade e foi assim que conquistou o penálti. Ainda surgiu na cara do golo noutra ocasião, em que foi derrubado e o defensor boavisteiro só não foi expulso graças ao VAR.

Eustáquio

Jogo da despedida? Não há como negar que tem qualidade superlativa. Joga e faz jogar. Pensa o momento ofensivo pacense, decide bem e simples, sempre em busca da melhor ação. Mostra ainda espírito de líder.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados