Jesus, 600 jogos no principal escalão: todos os números

25 nov, 10:02
Gil Vicente-Benfica
Gil Vicente-Benfica

Treinador do Benfica é apenas o terceiro a alcançar esta marca redonda

PUB

No próximo sábado, quando o Benfica visitar o Belenenses, no Jamor, Jorge Jesus vai chegar à marca redonda dos 600 jogos no principal escalão do futebol português, como treinador.

Será apenas o terceiro a alcançar este registo, juntando-se a Fernando Vaz (626) e Manuel de Oliveira (617).

PUB

Jesus estreou-se no principal escalão a 20 de agosto de 1995, como treinador do Felgueiras, que nesse dia empatou a dois golos na receção ao Desportivo de Chaves. Os golos foram apontados por Leal e por… Sérgio Conceição, agora treinador do FC Porto.

«Começou a carreira a pulso, em equipas menos conhecidas, que lhe foram dando traquejo. Deu para ver que estava ali um grande treinador. Via-se perfeitamente entre quem trabalhava com ele que iria ter uma carreira de sucesso como treinador», garante Leal, em entrevista à agência Lusa.

«Ficávamos maravilhados com os treinos dele, porque era muito ‘picuinhas’. Não tinha tido até ao momento um treinador assim e já tinha passado por grandes treinadores. Enquanto os jogadores não fizessem aquilo que pretendia, era muito chato», recorda o antigo internacional português, que era um dos três centrais.

PUB
PUB
PUB

«Na altura ele “bebia” muito do Barcelona. Sempre foi a equipa “fetiche” do Jorge Jesus. Aliás, ele até fez um estágio no Barcelona. E, na altura, o Barcelona jogava com três centrais», diz Leal.

Depois do tal empate com o Desportivo de Chaves, na estreia, Jesus festejou uma vitória logo no segundo jogo no principal escalão, no reduto do Marítimo (0-2), mas o Felgueiras acabou por descer.

O técnico voltou em 1998, pelo Estrela da Amadora, e depois também orientou Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria, Belenenses, Sporting de Braga, Benfica e Sporting, no principal escalão.

De referir que, ao serviço do Sporting, Jesus cumpriu dois jogos de castigo em 2016/17, nos quais foi substituído por Raúl José, mas esses encontros são incluídos também neste registo.

Os números

Dos 599 jogos já comandados no principal escalão, Jorge Jesus venceu 337, empatou 134 e perdeu 128, num trajeto que inclui três títulos nacionais.

O FC Porto foi a equipa que mais vezes defrontou, em 37 ocasiões, nas quais conseguiu seis vitórias (só conseguiu vencer quando chegou ao Benfica).

PUB
PUB
PUB

O Paços de Ferreira é a equipa que Jesus mais vezes derrotou no principal escalão: 25 triunfos em 31 duelos.

O uruguaio Maxi Pereira é o mais utilizado dos 378 jogadores que colocou em campo no principal escalão: 161 jogos.

O jogador que mais golos “ofereceu” ao técnico foi Óscar Cardozo, com quem até protagonizou um desentendimento no Jamor, onde vai atingir a marcar dos 600 jogos. O internacional paraguaio marcou 81 golos sob o comando de Jesus.

De referir que Ruben Amorim, agora treinador do Sporting, é o quarto jogador mais utilizado na Liga por Jorge Jesus, com quem trabalhou no Belenenses e no Benfica: 120 jogos, tal como Cardozo.

 

O trajeto de Jesus na Liga: 599 jogos (337 vitórias, 134 empates, 128 derrotas - 1032-537 em golos – 1142 pontos)

 

Por clube:

Benfica: 229 jogos (171 vitórias, 35 empates, 23 derrotas - 522-166 em golos – 548 pontos, 3 títulos)

Sporting:102 jogos (72 vitórias, 18 empates, 12 derrotas - 210-81 em golos - 234 pontos)

Estrela da Amadora: 68 jogos (21 vitórias, 27 empates, 20 derrotas - 73-75 em golos - 90 pontos)

PUB
PUB
PUB

Belenenses: 60 jogos (26 vitórias, 14 empates, 20 derrotas - 71-62 em golos – 89 pontos)

Felgueiras: 34 jogos (8 vitórias, 9 empates, 17 derrotas - 29-47 golos – 33 pontos)

Sporting de Braga: 30 jogos (13 vitórias, 11 empates, 6 derrotas - 38-21 em golos – 50 pontos)

União de Leiria: 29 jogos (13 vitórias, 6 empates, 10 derrotas - 43-34 em golos – 45 pontos)

Vitória de Guimarães: 21 jogos (7 vitórias, 6 empates, 8 derrotas - 17-20 em golos – 27 pontos)

Vitória de Setúbal: 19 jogos (4 vitórias, 5 empates, 10 derrotas - 20-24 em golos - 17 pontos)

Moreirense: 7 jogos (2 vitórias, 3 empates, 2 derrotas - 9-7 em golos – 9 pontos)

 

Mais jogos

 1. FC Porto                          37

 2. Marítimo                          36

  . Sporting de Braga                 36

 

Mais vitórias

 1. Paços de Ferreira                 25

 2. Rio Ave                                   23

 3. Vitória de Setúbal         22

 

Mais empates

 1. FC Porto                          11

 2. Vitória de Guimarães              10

 3. Académica                         9

  . Sporting de Braga                 9

 

Mais derrotas

 1. FC Porto                          20

 2. Sporting                          15

 3. Benfica                                   14

 

Jogadores mais utilizados:

1. Maxi Pereira, Uru                  161 jogos

 2. Luisão, Bra                       152

 3. Gaitán, Arg                       127

 4. Cardozo, Par                              120

  . Rúben Amorim                              120

 6. Rui Patrício                              99

 7. Bruno César, Bra                  97

 8. Gelson Martins                    92

 9. Lima, Bra                         89

  . Salvio, Arg                       89

PUB
PUB
PUB

 

Jogadores com mais golos:

1. Cardozo, Par                       81 golos

 2. Bas Dost, Hol                     61

 3. Lima, Bra                         53

 4. Slimani, Alg                              28

 5. Rodrigo, Esp                              27

 6. Salvio, Arg                       23

 7. Saviola, Arg                              22

  . Seferovic, Sui                    22

 9. Gaitán, Arg                       21

  . Gaúcho, Bra                       21

 

 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Benfica

Mais Benfica