Tracking Poll: veja a previsão do número de deputados para cada partido (e também de coligações possíveis)

28 jan, 23:10
No dia 27 de outubro, o Parlamento chumbou o Orçamento para 2022 apresentado pelo PS, o que fez com que o Governo não tivesse condições para continuar. Foto: Armando Franca/AP

Quando se olha para o melhor cenário de todos os partidos, será mais simples para o PS formar entendimentos para uma maioria do que para o PSD

A tracking poll desta sexta-feira inclui uma previsão do número de mandatos que cada um dos partidos poderá conseguir. Os intervalos destes valores refletem a grande incerteza que se verificou nos últimos 15 dias.

Previsão do número de mandatos. Fonte: Pitagórica
  Pior cenário Melhor cenário
PS 98 113
PSD 82 100
CDU 5 14
BE 5 13
Chega 2 8
IL 2 5
CDS 1 5
Livre 1 3
PAN 1 2

Se tivermos em conta os melhores cenários tanto para o PS como para o PSD, podemos ver que o PS fica mais próximo de conseguir obter uma maioria com o apoio apenas do Livre e do PAN, isto se estes partidos também conseguirem votações  superiores aos seus piores cenários, ou apenas com o Livre se o partido conseguir chegar aos três deputados.

Já o PSD, mesmo no melhor cenário desta tracking poll, terá mais dificuldade em juntar-se a outros partidos para obter a maioria na Assembleia da República. Num cenário em que PSD, IL, Chega, CDS e PAN obtêm os melhores resultados previstos, o PSD ainda precisaria do apoio do Chega para chegar aos 116 deputados.

Ficha técnica

Durante 5 dias (24 a 28 de janeiro de 2022) foram recolhidas diariamente pela Pitagórica para a TVI e CNN Portugal uma sub-amostra de 152 entrevistas representativa do universo eleitoral português (não probabilístico) tendo por base os critérios de género, idade e região. O resultado do apuramento dos 4 últimos dias de trabalho de campo, implica uma amostra de 760 indivíduos que para um grau de confiança de 95,5% corresponde a uma margem de erro máxima de ±3,63. A seleção dos entrevistados foi realizada através de geração aleatória de números de “telemóvel” mantendo a proporção dos 3 principais operadores identificados pelo relatório da ANACOM, sempre que necessário são selecionados aleatoriamente números fixos para apoiar o cumprimento do plano amostral. As entrevistas são recolhidas através de entrevista telefónica (CATI – Computer Assisted Telephone Interviewing).

O estudo tem como objetivo avaliar a opinião dos eleitores portugueses, sobre temas relacionados com as eleições, nomeadamente os principais protagonistas, os momentos da campanha bem como a intenção de voto dos vários partidos. A percentagem de indecisos é de 14,1% que são distribuídos proporcionalmente. A taxa de resposta foi de 57,88% e a direção técnica do estudo é da responsabilidade de Rita Marques da Silva. A ficha técnica completa bem como todos os resultados foram disponibilizados junto da Entidade Reguladora da Comunicação Social que os disponibilizará oportunamente para consulta online.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Decisão 22

Mais Decisão 22

Patrocinados