Tribunais abrem vagas para psicólogos e contabilistas fazerem assessoria técnica aos juízes

13 jun, 12:48
Tribunal

O Conselho Superior da Magistratura abriu concurso para 24 postos de trabalho para psicólogos, contabilistas, economistas, licenciados em Finanças e em Direito 

O Conselho Superior da Magistratura abriu concurso para 24 postos de trabalho para psicólogos, contabilistas, economistas, licenciados em Finanças e em Direito para darem assessoria técnica aos juízes nos tribunais judiciais espalhados pelo país.

O cargo é de técnico superior “para os gabinetes de apoio aos magistrados judiciais, em regime de comissão de serviço”, segundo o aviso, publicado em Diário da República no dia 27 de maio. Vão cumprir "funções de assessoria e consultadoria técnica como especialistas nos gabinetes de apoio aos magistrados judiciais dos tribunais judiciais das áreas de atuação das comarcas das regiões Norte, Centro e Sul, bem como na área da grande Lisboa, englobando os arquipélagos da Madeira e Açores”, explica o  documento.

De acordo com o jornal ECO, um inquérito realizado em 2019 pelo Conselho Superior da Magistratura mostrava que 95% dos inquiridos (cerca de metade do número total de juízes) consideraram necessitar de assessores para os apoiar. Quase dois terços dos magistrados denunciavam precisar tanto de assessoria judicial como de consultadoria técnica, havendo 15% da amostra a referir apenas a necessidade de juristas e outros tantos a reclamar só apoio técnico. Apenas 12 juízes diziam não sentir necessidade de qualquer assessoria, havendo outros quatro que discordam de um apoio deste tipo.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

País

Mais País

Patrocinados