Detido homem suspeito de esfaquear dez pessoas até a morte no Irão

Agência Lusa , FMC
8 ago, 09:08
Irão

Atos violentos no país aumentaram nos últimos anos devido à deterioração das condições económicas e devido à seca prolongada

A polícia no Irão deteve um homem suspeito de esfaquear outros 10 trabalhadores agrícolas até a morte após uma disputa devido ao controlo de terras, avançou esta segunda-feira a imprensa estatal iraniana.

A agência de notícias oficial IRNA disse que quatro iranianos e seis afegãos foram mortos no ataque de domingo, numa vila remota no sudeste do Irão, sendo que um outro trabalhador agrícola foi levado para o hospital com ferimentos.

De acordo com a notícia, o suspeito, de nacionalidade afegã, tinha problemas mentais.

Este tipo de incidente é raro no Irão. No entanto, há uma década que o país enfrenta uma seca, atribuída às mudanças climáticas, que causou crescentes disputas por recursos hídricos e terras com melhor acesso à água.

As armas de caça são a única arma de fogo cuja posse é legalmente permitida aos iranianos.

Atos violentos aumentaram nos últimos anos no Irão, à medida que as condições económicas do país se deterioram, em parte devido a sanções norte-americanas que ajudaram a aumentar a inflação e o desemprego.

Em maio, um funcionário demitido de um dos maiores conglomerados financeiros estatais do Irão disparou no seu antigo local de trabalho, no oeste do país, matando três pessoas e ferindo cinco, antes de se suicidar.

Em 2016, um homem de 26 anos matou a tiro dez familiares e feriu outros quatro.

Relacionados

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados