Ibrahimovic e o futuro após o futebol: «Não tenho mais nada a provar»

21 ago 2023, 19:04
Ibrahimovic (AP Photo/Antonio Calanni)

Sueco partilhou os seus planos de vida, assumiu que ainda leva rotina de atleta e elegeu o balneário do PSG como o melhor da carreira

Já retirado dos relvados, o icónico Zlatan Ibrahimovic revelou os planos que tem para o futuro e assumiu que se mantém focado em partilhar os seus conhecimentos com as novas gerações.

«Pude apoiar muito mais os meus companheiros de equipa nos últimos anos da minha carreira no futebol. Não tenho mais nada a provar, agora posso concentrar-me em partilhar tudo o que aprendi», afirmou, numa entrevista ao El Mundo.

O antigo avançado sueco também confessou que «ainda é cedo para dizer» se vai investir num clube ou até tornar-se treinador e garantiu que continua a treinar como um atleta.

«É o que me faz feliz e sentir-me vivo», sublinhou Ibra, que está na reforma há dois meses.

Sobre conselhos a dar aos jovens, o sueco acredita que devem «encontrar uma atividade que gostem e começar por aí».

«Aconselharia a todos, não apenas aos iniciantes, a encontrarem o seu propósito. Em todas as idades, é importante encontrar uma atividade que gostem e começar por aí. Pode ser um desporto intenso ou algo mais tranquilo», referiu.

«A atividade física tem grandes benefícios para a saúde mental. Nunca é tarde demais, e os 40 são agora os novos 20. É fantástico quando os atletas podem continuar a carreira após os 30 anos», acrescentou.

Ibra partilhou que faz várias atividades, como taekwondo, ping pong, padel, caminhadas ou andar de bicicleta. Ainda assim, foi no ioga que encontrou uma nova abordagem para tirar o maior rendimento do corpo, concentrando-se na respiração. «Estava habituado ao contacto físico, ao movimento tático. Entrar noutras regras do jogo era novo para mim. São lições que agora posso aplicar a outros desportos».

«O facto de sempre ter cuidado de mim ajudou-me a manter-me em forma», disse ainda o sueco, que continua com uma alimentação regrada. «Dormir é importante», frisou.

«Não se trata apenas dos benefícios físicos: o desporto pode ser usado para ajudar os jovens a ganhar confiança e encontrar um propósito significativo», destacou.

Ibrahimovic escolheu Paolo Maldini como o colega de equipa que «mais vezes» o impressionou e ainda revelou que o melhor balneário que frequentou foi o do… Paris Saint-Germain.

«De todos os balneários que já vi, acho que o do PSG. Tínhamos uma forte ligação e passávamos tempo juntos fora do campo. Tratava-se de nos tornarmos melhores como grupo».

Já o último período em Milão, foi «fantástico». «De uma maneira diferente, como mentor».

Acerca do mercado da Arábia Saudita, o antigo avançado refuta a ideia de uma nova hegemonia no futebol. Ibra também apontou a bicicleta à Inglaterra como o melhor golo da carreira e assumiu que não lia aquilo que se escrevia sobre as suas prestações.

«Após um jogo, havia classificações na imprensa, mas preocupava-me mais com a minha avaliação pessoal e desafiava-me a mim mesmo a melhorar», afirmou, tendo ainda resumido como traçou o seu caminho: «Acreditar em mim mesmo e ser fiel a mim mesmo.»

Relacionados

Patrocinados