Lucros da Inditex crescem 30% e alcançam recorde

Agência Lusa , AM
13 mar, 08:08
Marta e Amancio Ortega dao Grupo Inditex / Zara

Grupo prevê investir cerca de 1.800 milhões de euros este ano

A Inditex, líder mundial de venda de roupa a retalho, fechou o exercício fiscal de 2023 com 5.381 milhões de euros de lucros, o maior de sempre, revelou a empresa espanhola, dona de marcas como a Zara.

Os lucros da Inditex aumentaram 30,3% e as vendas do grupo foram também um recorde, alcançando os 35.947 milhões de euros no último ano fiscal (01 de fevereiro de 2023 a 31 de janeiro de 2024).

Segundo os dados conhecidos esta quarta-feira, cerca de 9.000 milhões da faturação do grupo Inditex no ano fiscal de 2023 resultaram de vendas na Internet, que representaram 25% do total.

Em 2023, a Inditex, que está presente em cerca de 100 países, abriu 192 lojas em 41 mercados, incluindo pela primeira vez no Camboja, e fechou 315, tendo terminado o ano fiscal com 5.692 estabelecimentos em todo o mundo.

Este ano, a Inditex pretende voltar ao mercado da Ucrânia em abril. O grupo fechou e vendeu as lojas que tinha na Rússia após o início da guerra na Ucrânia, em fevereiro de 2022, e deixou também de operar nestes último país desde então.

O grupo prevê investir cerca de 1.800 milhões de euros este ano.

A Inditex é dona de marcas como a Zara, Berhska, Stradivarius ou Massimo Dutti.

A multinacional foi fundada em 1963 como uma pequena empresa sediada na província espanhola de La Coruña (Galiza).

É também a maior empresa espanhola em termos de capitalização na bolsa.

Empresas

Mais Empresas

Mais Lidas

Patrocinados