"Uma atmosfera explosiva para os incêndios." Proteção Civil diz que a situação agravou-se e apela: "Vamos precisar de todos"

12 jul, 20:25
Incêndios em Leiria (Paulo Cunha, Lusa)

Incêndios de Ourém, Ansião, Pombal e Alvaiázere são os que mais preocupam a Proteção Civil, que frisa que "a prioridade é salvar a vida das pessoas"

O comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, afirmou esta terça-feira que a situação meteorológica no país é "para agravar", mas que tudo será feito para que a situação operacional não se complique.

"Neste momento no país registam-se humidades relativas do ar abaixo dos 9%, que é uma atmosfera para os incêndios explosiva", explicou o responsável durante o ponto de situação dos incêndios ao final da tarde desta terça-feira.

Dada a "situação complexa", a prioridade das autoridades passa agora pelas evacuações das localidades em risco. E, nesse sentido, a Proteção Civil pediu o auxílio da população: "Temos de ter esta noção: vai ser uma situação complicada. Vamos precisar de todos".

Os fogos que mais preocupam Proteção Civil

No balanço desta terça-feira, a Proteção Civil apontou que os incêndios de Ourém, Ansião, Pombal e Alvaiázere - nos distritos de Leiria e Santarém - são os que mais geram preocupação entre as autoridades.

"Neste momento são de uma complexidade extrema e a prioridade é salvar a vida das pessoas", afirma André Fernandes, que adianta que já foram retiradas 300 pessoas das localidades de Quebrada de Baixo , Casal Pinheiro, Santa Teresa e Freixianda.

O balanço em Leiria, às 19:00 desta terça-feira:

  • No incêndio de Abuil em Leiria, Pombal, foram registadas quatro habitações afetadas. Evacuações em Bairrada e Vale Perneto. 
  • Incêndio em Caranguejeira: danos numa vacaria na localidade de Machados. Evacuações nas localidades de Arneiro , Cumeia, Madalena e Figueiras. IC2 cortado entre Barracão e Figueiras. A alternativa indicada pela GNR é a A17.
  • No incêndio de Ourém: em Espite, foram registadas duas habitações afetadas pelas chamas. Evacuações preventivas nas localidades de Cumieira, Lavradio e Frieira. Corte da A1 entre Leiria e Pombal nos dois sentidos.

"Tolerância Zero" no uso do fogo 

Alertando para a situação "extrema" no país, André Fernandes denunciou quatro ignições em simultâneo na região de Santarém e Leiria durante a tarde.

"Esta é uma situação extrema, uma situação meteorológica nunca vivenciada no nosso país e o uso do fogo tem de ser de tolerância zero", afirmou o porta-voz.

País

Mais País

Patrocinados