Com que frequência deve lavar as suas toalhas de banho?

CNN , Ada Wood
10 jun, 13:00
Toalhas de banho

Mantenha as suas toalhas penduradas e arejadas -- elas podem espalhar todo o tipo de coisas desagradáveis se ficarem húmidas entre as utilizações.

Não há nada como embrulhar-se numa toalha fofa e quente depois de um duche ou de um banho quente. Depois de se secar, no entanto, a toalha fica molhada. E torna-se a casa perfeita para germes. Desejavelmente, irá pendurá-la para secar, mas isso não manterá a sua toalha limpa.

É por isso que a CNN recorreu a um especialista para saber com que frequência as toalhas devem ser lavadas para evitar que nos sujem, o que é exatamente o oposto do uso pretendido.

Lave as suas toalhas pelo menos uma vez por semana. Esta é a regra de ouro que Manal Mohammed, professor superior de microbiologia médica na Universidade de Westminster, no Reino Unido, recomendou.

Posso reutilizar uma toalha após uma utilização?

Reutilizar toalhas algumas vezes é melhor para o ambiente e provavelmente não será motivo de alarme. Mas assim que notar qualquer cheiro estranho, é definitivamente a altura de uma lavagem, uma vez que isso é uma indicação de crescimento fúngico e bacteriano, segundo Mohammed.

"As toalhas não são tão limpas como se pensa e podem transmitir germes", disse Mohammed.

E durante a pandemia, qualquer pessoa infetada pela Covid-19 em casa deve usar toalhas separadas. "Não se sabe quanto tempo o coronavírus pode sobreviver em toalhas, mas é muito importante não partilhar toalhas com pessoas infetadas ou pessoas autoisoladas no lar", disse Mohammed.

Como é que os germes acabam em toalhas?

Cada vez que se usa ou se toca numa toalha, transferem-se quaisquer germes do corpo para essa toalha. É por isso que é recomendado - mesmo antes da pandemia - lavar as mãos com água e sabão durante 20 segundos.

"Se não lavar bem as mãos - durante pelo menos 20 segundos - especialmente depois de usar a sanita, que está cheia de germes, estes podem ser facilmente transferidos para a sua toalha", disse Mohammed.

E as nossas toalhas podem até ficar mais sujas na lavagem se ela não for bem feita.

Lavar toalhas com artigos de alto risco, tais como roupa interior, que é mais suscetível de conter vestígios de fezes ou bactérias de infeções genitais, pode aumentar as probabilidades de as nossas toalhas não estarem tão limpas como gostaríamos que estivessem. Por esta razão, as toalhas nunca devem ser lavadas com artigos muito sujos com fluidos corporais, tais como vómito.

Tal como fazer a lavagem adequada é importante para ter uma toalha limpa, também o é a secagem adequada após a utilização. Não permitir que as toalhas sequem completamente pode criar um ambiente excelente para o crescimento bacteriano.

"Toalhas húmidas e usadas em casas de banho húmidas encorajam o crescimento microbiano", disse o especialista. "Embora a maioria destes germes sejam frequentemente inofensivos, alguns deles (incluindo bactérias Staphylococcus) podem causar infeções e problemas de saúde, especialmente em pessoas com feridas cutâneas e pessoas imunocomprometidas".

Até que ponto as nossas toalhas ficam realmente sujas?

Segundo Mohammed, os fungos, incluindo o agente patogénico que causa tinea cruris (comichão na virilha), podem propagar-se através de toalhas partilhadas. Fungos tais como os que causam o pé do atleta podem causar infeções em cortes ou pele sensível. "Não fique animado quando os atletas lhe atiram as suas toalhas", ironizou Mohammed.

Algumas infeções podem ser ainda mais graves, tais como a bactéria Staphylococcus. Enquanto vive normalmente na nossa pele, se a bactéria entrar através de uma ferida, a infeção é resistente aos antibióticos.

As toalhas também podem espalhar bactérias que causam acne. Mohammed aconselha a evitá-lo não partilhando toalhas com outras pessoas. Os olhos vermelhos, ou conjuntivite, também pode espalhar-se desde que o tecido entre em contacto com o rosto e os olhos.

Quando as toalhas são guardadas mesmo ao lado de um dos lugares com mais germes da sua casa, a sanita, não deve ser surpresa que por vezes o que puxamos no autoclismo acabe nas nossas toalhas. Coliformes, tais como E. coli, podem ser transferidos para as toalhas por causa disto.

Estas bactérias vivem normalmente no nosso trato gastrointestinal e estão associadas à matéria fecal e podem causar intoxicações alimentares e infeções do trato urinário.

Lavar toalhas de cozinha separadas das toalhas de casa de banho também reduz o risco de propagação de bactérias.

Um estudo de 2014 sobre toalhas de cozinha revelou que 89% tinham bactérias coliformes e 25% tinham E. coli. As toalhas foram recolhidas em lares em cinco grandes cidades dos Estados Unidos e Canadá.

Manter as toalhas limpas

Para começar, sempre que possível não partilhe toalhas. As toalhas que são partilhadas, tais como toalhas de mãos, devem ser substituídas diariamente por uma toalha limpa.

Lave as suas toalhas sem quaisquer outros artigos se possível - ou pelo menos não com artigos de alto risco, tais como roupa interior.

Use água quente para lavar toalhas, para garantir a remoção de germes.

Mohammed sugere lavá-las no ambiente "quente" da sua máquina de lavar. Idealmente, isto é 60°C mas "quanto mais quente a lavagem, melhor" - se estiverem particularmente sujas, pode mesmo lavá-las a 90°C. Se utilizar um produto de lavagem à base de lixívia, pode lavá-las a 40°C. Depois de as suas toalhas saírem da lavagem e entre cada utilização, certifique-se de que estão completamente secas.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados