A-10 Thunderbolt, AH-64 Apache e AH-1 Super Cobra: as aeronaves que a Ucrânia precisa para combater a Rússia

12 jan, 16:21
A-10 Thunderbolt (AP)

O comandante das forças terrestres ucranianas, Oleksandr Syrskyi, afirmou que as suas tropas necessitam de mais apoio aéreo e aviões capazes de lançar mísseis de cruzeiro de longo alcance

A Ucrânia precisa de mais aeronaves de ataque para o seu esforço de guerra contra a Rússia. É este o veredito do coronel-general Oleksandr Syrskyi, comandante do Exército ucraniano.

Em entrevista à agência Reuters numa localização desconhecida na região de Kharkiv, Syrskyi afirmou que a sua infantaria necessita de mais apoio aéreo e aviões capazes de lançar mísseis de cruzeiro de longo alcance.

Um desses aviões é o velhinho e subsónico A-10 Thunderbolt, produzido pela Fairchild Republic nos anos 70 e 80 e que ainda é utilizado pela Força Aérea Americana.

"Eu falaria dos A-10 como uma opção se nos forem dados. Não se trata de uma máquina nova, mas de uma máquina fiável que já deu provas em muitas guerras e que possui uma vasta gama de armas para destruir alvos terrestres para ajudar a infantaria", disse Syrskyi, afirmando que esta aeronave seria um apoio crucial para ajudar as forças terrestres.

Entre outras aeronaves de ataque que Syrskyi menciona estão os helicópteros Bell AH-1 Super Cobra, o Boeing AH-64 Apache e o Sikorsky UH-60 Black Hawk.

Garantidos estão já os F-16 que, depois de muita pressão sobre os aliados ocidentais, deverão começar a chegar à Ucrânia no final deste ano.

Na entrevista à Reuters, Syrskyi, que liderou a defesa ucraniana de Kiev e a contraofensiva-relâmpago na região de Kharkiv, em setembro de 2022, mencionou que ainda é possível que se realizem avanços na frente de batalha, mesmo após a falhada contraofensiva do verão de 2023.

"Penso que há sempre oportunidades, só é preciso encontrá-las e aproveitá-las. É impossível que a Rússia tenha construído defesas robustas em todo o lado, há sempre pontos fracos devido às condições do terreno e a outros fatores”

Europa

Mais Europa

Patrocinados