Como é que Israel e os palestinianos chegaram até aqui?

CNN , Hadas Gold, Richard Allen Greene, Amir Tal, Ibrahim Dahman, Abeer Salman, Kareem Khaddar e Nadeen Ebrahim
10 out, 10:09
Soldados de Israel celebram a captura de Jerusalém em June de 1967. Bettmanm Archive _ Getty Images

Ataque de sábado ocorreu no 50º aniversário da guerra de 1973.

As tensões entre Israel e os palestinianos existem desde antes da fundação da nação, em 1948. Nas últimas décadas, milhares de pessoas de ambos os lados foram mortas e muitas mais ficaram feridas no longo conflito entre as duas partes.

Este ano, a violência foi particularmente intensa. O número de palestinianos - militantes e civis - mortos na Cisjordânia ocupada pelas forças israelitas é o mais elevado em quase duas décadas. O mesmo acontece com os israelitas e os estrangeiros - na sua maioria civis - mortos em ataques palestinianos.

Israel e o grupo militante Hamas têm estado envolvidos em conflitos armados que remontam à Primeira Intifada Palestiniana, de 1987, contra a ocupação israelita da Faixa de Gaza e da Cisjordânia.

Israel conquistou Gaza ao Egipto na guerra de 1967 e retirou-se em 2005. O pequeno território - onde vivem cerca de dois milhões de palestinianos - ficou sob o controlo do Hamas em 2007, após uma breve guerra civil com a Fatah, uma fação palestiniana rival que é a espinha dorsal da Autoridade Palestiniana.

Depois de o Hamas ter assumido o controlo de Gaza, Israel e o Egipto impuseram um cerco rigoroso ao território, que continua em vigor. Israel mantém igualmente um bloqueio aéreo e naval a Gaza.

Antes da operação de sábado, a última guerra entre o Hamas e Israel foi em 2021, que durou 11 dias e matou pelo menos 250 pessoas em Gaza e 13 em Israel.

O ataque de sábado ocorreu no 50º aniversário da guerra de 1973, quando os vizinhos árabes de Israel lançaram um ataque surpresa contra Israel no Yom Kippur, o dia mais sagrado do calendário judaico, em 6 de outubro de 1973.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados