Três soldados norte-americanos mortos após ataque com drone na Jordânia. EUA culpam grupo apoiado pelo Irão

28 jan, 16:54
Tropas norte-americanas na Jordânia (Mohammad Hannon/AP)

Mais de 20 soldados ficaram feridos no ataque. Autoridades temem escalada da tensão

Três soldados norte-americanos morreram e muitos outros ficaram feridos na sequência de um ataque realizado com um drone contra uma pequena base dos Estados Unidos na Jordânia durante a madrugada deste domingo. A informação foi confirmada à CNN Internacional por responsáveis norte-americanos, sendo que esta é a primeira vez que morrem soldados norte-americanos desde que começou a guerra entre Israel e o Hamas, e que tem aumentado as tensões em todo o Médio Oriente.

O ataque foi realizado contra a Torre 22, perto da fronteira entre a Jordânia e a Síria, sendo que as autoridades que falaram à CNN veem este caso como uma grave escalada da tensão. A agência Reuters refere também que 34 soldados estão a ser monitorizados para possíveis lesões cerebrais.

Contrariando as informações norte-americanas, a Jordânia afirma que este ataque foi conduzido contra uma base norte-americana, sim, mas não na Jordânia. O porta-voz do governo jordano garante que o ataque foi realizado contra a base de Al Tanf, na Síria.

Sem nomear o grupo responsável pelo ataque, a fonte que deu a confirmação diz que se trata de um grupo apoiado pelo Irão, sendo que o drone terá vindo da Síria.

Entretanto o Comando Central dos Estados Unidos confirmou, em comunicado, que três soldados morreram e vários ficaram feridos, confirmando também que se tratou de um ataque com drone que “atingiu uma base no nordeste da Jordânia”.

De acordo com as autoridades, foram realizados cerca de 160 ataques às forças norte-americanas e a outros postos de tropas da coligação internacional no Iraque e na Síria. Os responsáveis falam num constante lançamento de drones, foguetes e mísseis, mas este é o primeiro caso a atingir posições dos Estados Unidos com sucesso.

Para já não é possível perceber o que falhou ao nível da defesa, sendo que este é o primeiro ataque à Torre 22 desde que as tropas norte-americanas ali se estabeleceram.

Biden culpa milícias apoiadas pelo Irão

O presidente dos Estados Unidos confirmou o ataque com drone. Reiterando a informação do Comando Central, Joe Biden disse que o ataque foi realizado por “grupos radicais apoiados pelo Irão que operam na Síria e no Iraque”.

“Hoje, o coração da América está pesado. Na última noite três soldados foram mortos – muitos feridos – durante um ataque de drone contra as nossas forças localizadas na Jordânia perto da fronteira com a Síria”, disse.

Para já ainda estão a ser recolhidos indícios, mas Joe Biden garantiu que este foi um ataque realizado por milícias apoiadas pelo Irão.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Mais Lidas

Patrocinados