450 casos positivos numa semana. Gripe A com tendência decrescente em Portugal

Agência Lusa , CV
6 mai, 09:16
Espirrar (Getty Images)

Na época 2021/2022, os laboratórios da Rede Portuguesa de Laboratórios para o Diagnóstico da Gripe (Hospitais) notificaram 100.116 casos de infeção respiratória e foram identificados 6.266 casos de gripe.

A atividade epidémica da gripe está com tendência decrescente em Portugal, segundo o Instituto Nacional Doutor Ricardo Jorge (INSA), que aponta uma descida da incidência da síndrome gripal para 8,0 por 100.000 habitantes.

De acordo com o boletim de vigilância epidemiológica da gripe relativo ao período entre 25 de abril de um de maio (semana 17), a taxa de incidência de infeção respiratória aguda (IRA) acompanhou a descida e passou igualmente para 8,0 por 100.000 habitantes (8,8 na semana anterior).

Segundo o INSA, foi reportado na semana em análise apenas um caso de gripe (Influenza A) pelas 19 Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). O doente tinha 74 anos, apresentava comorbilidades e estava vacinado contra a gripe sazonal.

Desde o início da época, foram reportados 26 casos de gripe pelas UCI que colaboram na vigilância, todos por vírus Influenza A.

Quanto às enfermarias que comunicaram informação, desde início da época foram comunicados 19 casos de gripe, todos igualmente por Influenza A.

Na época 2021/2022, os laboratórios da Rede Portuguesa de Laboratórios para o Diagnóstico da Gripe (Hospitais) notificaram 100.116 casos de infeção respiratória e foram identificados 6.266 casos de gripe.

Na semana entre 25 de abril e um de maio foram identificados 450 casos positivos para o vírus da gripe, todos do tipo A.

Até ao momento, foram detetados 124 casos de co-infeção pelo vírus da gripe e SARS-CoV-2.

No boletim, o INSA diz ainda que desde o início da época 2021/2022, foram identificados outros agentes respiratórios em 5.159 casos. Na semana em análise foram 162 casos.

No total, até à semana 17 (25 abril a um maio) foram caracterizados 204 vírus da gripe, todos com características antigénicas que se distinguem do vírus contemplado na vacina contra a gripe da época 2021/2022.

A vacinação contra a gripe arrancou em Portugal no final de setembro, mais cedo do que o habitual devido à pandemia de covid-19, e foram vacinadas mais de 2,5 milhões de pessoas.

O boletim do INSA refere ainda que a mortalidade por todas as causas está "dentro do esperado para esta época do ano".

Sobre a situação europeia, o INSA refere que na semana 16 (18 a 24 de abril), vários países da parte central e ocidental da região Europa apresentaram uma taxa de deteção laboratorial do vírus da gripe acima de 30%: Polónia (67%), Holanda (63%), França (45%), Estónia (44%), Luxemburgo (33%), Dinamarca (30%) e Itália (30%).

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados