Colapso de glaciar nos Alpes italianos faz pelo menos seis mortos

3 jul, 17:59

Autoridades locais atribuem as temperaturas recordes em Itália como uma possível causa para a derrocada de uma parte do glaciar nos Alpes

Uma avalanche na encosta dos Alpes fez este domingo pelo menos seis mortos e oito feridos em Itália. Segundo noticia a Reuters, um grande pedaço de gelo soltou-se ao início da tarde deste domingo e deslizou pela encosta, atingindo várias pessoas com gelo, neve e rochas numa trilha popular na montanha de Marmolada.

O serviço de emergência local, o National Alpine and Cave Rescue Corps, adiantou, cerca das 17:00, que as buscas concentravam-se em torno do pico de Marmolada e envolvem pelo menos cinco helicópteros e cães de resgate.

“Há cinco mortos entre as pessoas atingidas pelo deslizamento de um serac”, afirmaram inicialmente as autoridades no Twitter, referindo-se a um termo técnico para o pináculo de um glaciar. “Há oito feridos, dois deles em estado grave.”

Os serviços de emergência locais, com sede na região vizinha de Veneto, adiantaram cerca das 16:30 que 18 pessoas que estavam acima da área onde a avalanche atingiu serão retiradas pelo corpo de resgate alpino.

Marmolada, com cerca de 3.300 metros é o pico mais alto das Dolomitas orientais. As autoridades não adiantaram, contudo, o que fez com que esta secção de gelo colapsasse e descesse pela encosta. Mas a intensa onda de calor que atinge a Itália desde o final de junho pode ser um fator, disse Walter Milan, porta-voz do serviço de resgate alpino, à televisão estatal RAI.

"O calor é incomum", disse Milan, observando que as temperaturas nos últimos dias no pico chegaram a 10ºC . "Isso é calor extremo" para o pico, disse Milan. "Claramente é algo anormal."

Os feridos foram levados para vários hospitais nas regiões de Trentino-Alto Adige e Veneto, segundo os serviços de resgate.

Europa

Mais Europa

Patrocinados