Total de cinco mortos em ataques entre a Arábia Saudita e o Iémen

Agência Lusa , AM
25 dez 2021, 12:50
Ataque em Sanaa (AP Photos)
Ataque em Sanaa (AP Photos)

Há ainda seis pessoas feridas

PUB

Três civis morreram no Iémen, num ataque aéreo da coligação dirigida pela Arábia Saudita, revelaram fontes médicas, horas depois do anúncio pelos sauditas de dois mortos num ataque de rebeldes Houthi junto à fronteira dos dois países.

De acordo com médicos iemenitas, três pessoas morreram e seis outras ficaram feridas por ataques aéreos da coligação a noroeste da capital iemenita, Sana, dominada pelos rebeldes.

PUB

“Três civis, entre os quais uma criança e uma mulher, foram mortos e seis outros feridos na cidade de Ajama”, reportaram médicos à agência AFP.

Horas antes, a defesa civil do reino saudita tinha anunciado, em comunicado, que duas pessoas, das quais um saudita e um iemenita, morreram durante um ataque em Jazan, uma região saudita na fronteira com o Iémen.

Este ataque foi atribuído pelos sauditas a rebeldes Houthi e causou ainda ferimentos em sete civis, dos quais seis sauditas e um residente originário do Bangladesh.

É a primeira vez em meses que os ataques dos Houthi contra o reino saudita causam mortes, apesar de os rebeldes iemenitas lançarem regularmente mísseis e drones contra a vizinha Arábia Saudita, atingindo sobretudo os seus aeroportos e infraestruturas petrolíferas.

PUB
PUB
PUB

O conflito do Iémen eclodiu em 2014, quando os rebeldes Houthi, próximos do Irão, conquistaram grandes partes do oeste e norte do país, incluindo a sua capital, Sana, e escalou em 2015 com a intervenção da aliança árabe sunita, comandada pela Arábia Saudita.

A guerra civil do Iémen matou cerca de 130.000 pessoas e gerou o pior desastre humanitário do mundo atual.

No entanto, segundo a ONU, a guerra do Iémen causará a morte a 377.000 pessoas até ao fim de 2021, considerando que mais de metade destas pessoas são vítimas das consequências indiretas do conflito, nomeadamente falta de água potável, fome e doenças.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Mundo

Mais Mundo

Patrocinados