Hong Kong vai abater dois mil hamsters infetados com covid-19

Agência Lusa , Publicado por António Guimarães
18 jan, 13:14
Hong Kong vai abater dois mil hamsters com covid-19 (Kin Cheung/AP)

Autoridades vão também suspender a venda e importação dos animais, ainda que não existam provas de que possa ocorrer transmissão

As autoridades de Hong Kong anunciaram esta terça-feira que vão abater cerca de dois mil hamsters depois de vários pequenos roedores terem testado positivo à covid-19 em 11 lojas da cidade, havendo já dois trabalhadores infetados.

As autoridades adiantaram ainda que vão suspender a venda e importação destes pequenos roedores na cidade, garantindo que os abates vão ser feitos de forma "humana".

Apesar de as autoridades reconhecerem que não existem “provas” de que estes animais de estimação possam transmitir o coronavírus SARS-CoV-2 aos humanos, a decisão foi tomada como medida de precaução.

"Após ser feita uma avaliação, os riscos destes lotes são relativamente altos, por isso decidimos com base na necessidade da saúde pública", explicou a diretora para as áreas de Agricultura, Pescas e Conservação, Leung Siu-fai.

Os clientes que compraram hamsters na loja em questão após o dia 7 de janeiro serão procurados e deverão ser sujeitos a uma quarentena obrigatória, tendo ainda de entregar os animais às autoridades para serem abatidos. De resto, foi mesmo emitida uma ordem para que não se "beijem ou abandonem os animais na rua".

As autoridades disseram ainda que todas as lojas de animais que vendem hamsters em Hong Kong devem suspender a comercialização.

Os clientes que compraram hamsters em Hong Kong a partir de 22 de dezembro também estarão sujeitos a testes obrigatórios e serão aconselhados a não conviver com ninguém até que tenham o diagnóstico.

O surto começou por ser identificado depois de um trabalhador de 23 anos ter testado positivo à variante Delta, que esteve mais de três meses sem ser detetada no território. Além de hamsters, também alguns coelhos e chinchilas testaram positivo.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados