Combustíveis desceram menos que o esperado – mas dois deles já estão a valores pré-guerra. Veja os preços atuais

9 ago, 16:45
Combustíveis voltaram a descer: saiba quanto pode vir a poupar

Gasolinas e gasóleos reduziram os preços entre os cerca de 7 e os 9 cêntimos esta segunda-feira. Esperava-se uma descida um pouco maior, mas confirmam-se os preços mais baixos desde inicio de março nalguns casos – e mesmo de antes da invasão de fevereiro noutros.

Confirma-se: os preços de alguns dos combustíveis mais comercializados em Portugal desceram para os níveis mais baixos desde fevereiro. As quebras verificadas esta segunda-feira (e que só podem ser confirmadas no dia seguinte) ficaram alguns cêntimos abaixo das estimativas publicadas, mas foram pronunciadas. Nenhum dos combustíveis mais consumidos custou, em média em Portugal, mais de dois euros ontem.

As estimativas apontavam para quebras na casa dos 9 e dos 10 cêntimos, respetivamente para o gasóleo e para a gasolina. Elas acabaram por ser entre os 7,4 e os 9,5 cêntimos, conforme o produto em causa. Mas manteve-se a previsão de que alguns preços ficariam a valores que não se verificavam desde fevereiro: recorde-se que a Rússia invadiu a Ucrânia a 24 de fevereiro, tendo os combustíveis disparado para máximos, em Portugal, de 2,188 euros por litro (a 10 de junho) na gasolina simples 95 e de 2,111 euros por litro (a 23 de junho) no gasóleo simples.

Os valores são agora substancialmente mais baixo. Vejamos quanto:

Que combustíveis desceram mais

Em média em Portugal, o gasóleo simples custava ontem 1,746 euros por litro, uma descida de 8,4 cêntimos face à segunda-feira anterior. Já o gasóleo especial custa agora 1,771 euros por litro, menos 8,6 cêntimos do que uma semana antes. Estes preços dos gasóleos são os mais baixos desde 6 de março, isto é, há perto de cinco meses.

A gasolina simples 95 custava ontem 1,805 euros por litro, uma descida de 8,4 cêntimos numa semana. Já a gasolina especial 95 custa agora 1,819 euros por litro, sendo o combustível com a maior descida nesta semana, de 9,5 cêntimos. Estes são os preços mais baixos da gasolina 95 desde 20 de fevereiro, quatro dias antes da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Finalmente, a gasolina 98 custava esta segunda-feira 1,971 euros em média em Portugal continental, menos 7,4 cêntimos do que uma semana antes. É o preço mais baixo desde 5 de março. A mais cara de todas, a gasolina 98 especial, tem agora um preço de venda de 1,963 euros por litro, o preço mais baixo desde 27 de fevereiro.

Gasolina 95 é a única abaixo do preço antes da invasão

Contas feitas, isto significa que as gasolinas 95, tanto a simples como a especial, já estão a níveis pré-guerra. Já as gasolinas 98 estão ligeiramente acima do níveis de então, sendo que os gasóleos ainda estão cerca de oito cêntimos mais caros do que se verificava antes da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Em causa está sobretudo a descida dos preços dos produtos refinados no últimos mês e meio, assim como da própria matéria-prima: o petróleo estava esta terça-feira nos 97 dólares, valor pouco acima do verificado aquando do início da guerra. Contudo, quando convertido em euros, o petróleo está mais caro hoje do que então, por causa da desvalorização da moeda.

A comparação dos preços finais hoje e aquando da invasão da Ucrânia, contudo, contêm um fator diverso: os impostos. O governo reduziu temporariamente (de início de maio a final agosto) o imposto sobre os produtos petrolíferos. De outra forma, o gasóleo custaria hoje mais 28,2 cêntimos mais caro por litro e a gasolina mais 32,1 cêntimos litro.

Economia

Mais Economia

Patrocinados