Boas notícias! Gasolinas vão descer (muito) na próxima semana. Veja as previsões

5 ago, 15:34
Precisa de abastecer? Preço dos combustíveis vai voltar a descer

Gasolina e gasóleo deverão fixar-se na segunda-feira nos preços médios mais baixos desde março. Com a ajuda da descida dos impostos, claro.

A gasolina poderá descer dez cêntimos por litro na próxima segunda-feira e o gasóleo baixar nove cêntimos.

A projeção resulta da evolução dos preços dos produtos petrolíferos nos mercados internacionais, que estão em queda há várias semanas. Esta semana, a queda prosseguiu, tendo esta quinta feira o petróleo atingido o valor mais baixo desde o início da guerra na Ucrânia.

Esta quinta-feira, o índice Brent negociou a 93,2 dólares por barril, ficando pela primeira vez abaixo (em dólares) da véspera da invasão da Ucrânia pela Rússia. A desvalorização do euro desde o início da guerra faz com que, no entanto, a cotação internacional atual do petróleo ainda esteja mais alta do que a 23 de fevereiro quando se mede na moeda europeia.

Os preços dos combustíveis são livres em Portugal, o que significa que as gasolineiras podem alterá-los todos os dias e de forma diferente ao longo do país. É por isso que a projeção de descida da próxima semana, como em todas, serve apenas de referência.

Olhando para os preços médios dos combustíveis neste momento em Portugal, uma descida na casa dos dez cêntimos significará que a gasolina simples 95 poderá ficar abaixo dos 1,8 euros por litro, o que já não se verifica desde início de fevereiro.

Já o gasóleo simples poderá ficar abaixo dos 1,75 euros por litro, o que já não se verifica desde o final de fevereiro deste ano.

Se as gasolineiras aplicarem estas projeções, atestar um depósito de 50 litros, por exemplo, custará menos cerca de cinco euros a partir de segunda-feira.  

Para estas descidas contribui, em muito, o corte do imposto sobre os produtos petrolíferos, que dura desde maio e está previsto para já até ao final de agosto.

Neste momento, e segundo comunicado do Ministério das Finanças do início de julho, a diminuição da carga fiscal é de “28,2 cêntimos por litro de gasóleo e 32,1 cêntimos por litro de gasolina".

Dinheiro

Mais Dinheiro

Patrocinados