Ataque rebelde mata onze soldados e fere 19 na Nigéria

Agência Lusa , RL
6 abr, 07:14
Militar nigeriano

Confrontos duraram cerca de duas horas

O exército nigeriano avançou que pelo menos 11 soldados foram mortos e 19 ficaram feridos na terça-feira, num alegado ataque de rebeldes em Birnin Gwari, no estado de Kaduna.

"Os bandidos entraram em confronto com os soldados durante cerca de duas horas. Eles mataram 11 homens, 19 soldados ficaram feridos e três veículos foram queimados", disse um porta-voz militar ao jornal local 'Vanguard'.

O Exército indicou que os rebeldes atacaram uma base militar em Polewire, ao longo da autoestrada entre Kaduna e Birnin, na cidade de Birnin Gwari, segundo o jornal nigeriano 'Premium Times'.

O ataque, em que os assaltantes usaram lança-granadas e outras armas, ocorreu às 16:45 (15:45 em Lisboa). O Exército disse que reforços foram enviados de outra base, em Gwaska, por volta das 21:15 (20:15 em Lisboa).

Os ataques na Nigéria, anteriormente focados no nordeste do país – onde operam o Boko Haram e o Estado Islâmico na África Ocidental – espalharam-se nos últimos meses para outras áreas do norte e noroeste do país.

Desde há anos que numerosos sequestros ocorrem na autoestrada que liga Abuja e Kaduna, principal via com destino a Kano, segunda cidade do país e importante entreposto comercial no Sahel.

Face a esta insegurança crescente, numerosos viajantes preferem apanhar o comboio ou o avião, mais caros, mas considerados mais seguros.

Em 28 de março, pelo menos oito pessoas foram mortas e 168 raptadas, num ataque em que homens armados fizeram explodir uma bomba sobre a linha e abriram fogo contra o comboio que ligava a capital, Abuja, a Kaduna.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

África

Mais África

Patrocinados