Frio polar já chegou. Saiba o que é esta massa de ar e se é normal para a época

CNN Portugal , ARC (notícia originalmente publicada dia 9/1/24 às 13:57)
11 jan, 10:19
Previsões para 9 de janeiro de 2023. Créditos: IPMA

Existem diferentes tipos de massas de ar, incluindo a polar que vai atingir Portugal a partir desta quinta-feira

Portugal está sob o efeito de uma nova massa de ar polar a partir desta quinta-feira, como confirmou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) à CNN Portugal. As temperaturas vão atingir valores negativos em todo o país, e em Lisboa e Oeiras, por exemplo, já foram ativados planos de contingência para pessoas em situação de sem-abrigo por causa do frio, e também animais.

Esta massa de ar polar continental tem "origem na região da Escandinávia”, explica o IPMA, e “irá gradualmente influenciar o estado do tempo no norte da Península Ibérica, e posteriormente no sul, resultando em nova descida da temperatura, em especial da mínima no dia 11 [quinta-feira]”.

Mas o que é uma massa de ar polar? É normal para esta altura do ano? Foi isso mesmo que o IPMA fez questão de esclarecer.

De acordo com o Instituto, uma massa de ar é “um extenso volume de ar com temperatura e humidade homogéneas”, que se forma “quando o movimento desse volume de ar na atmosfera é muito lento, permitindo adquirir as características da região onde se forma”.

As massas de ar não são, no entanto, todas iguais, por causa das regiões onde se formam. De um lado estão as massas de ar continental, com característica de ar mais seco; do outro estão as massas de ar marítimo, que trazem ar mais húmido. Estes dois grupos podem ainda subdividir-se em várias categorias, “consoante a temperatura da região onde se formam”.

Estas são as principais, segundo o IPMA:

  • Massa de ar ártico (A): tem origem nas regiões do Ártico ou da Antártida e é consequentemente muito fria;

  • Massa de ar polar (P): tem origem em regiões de latitudes mais elevadas, frequentemente acima dos 60°, e é menos fria que a massa de ar ártico;

  • Massa de ar tropical (T): tem origem em regiões de latitudes baixas, mais frequentemente abaixo dos 35°,e é consequentemente quente;

  • Massa de ar equatorial (E): tem origem junto ao equador e é mais quente que a massa de ar tropical.

Apesar do muito frio que se espera em todo o país, a massa de ar polar que se aproxima é “comum nos meses de inverno”, garante o IPMA. Em causa está “a dinâmica da atmosfera e dos fluxos resultantes da interação entre anticiclones e depressões típicos desta época”.

As temperaturas vão, por isso, descer até sábado. “São dias em que de facto as temperaturas mínimas vão descer, vai haver, no dia 11, não só uma descida da temperatura mínima, mas também da máxima. De forma significativa. Entre três, seis, sete graus”, antecipou a meteorologista Maria João Frada à CNN Portugal.

As temperaturas máximas não devem ultrapassar os “10, 12 e 13 graus" nos próximos dias, podendo chegar aos 16 no Algarve. No interior, norte e centro, serão "inferiores a 10 graus e, muito provavelmente, inferiores a 7, 8 graus”.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Mais Lidas

Patrocinados