Pinto da Costa: «Apedrejamento do carro da família de Conceição foi abjeto»

20 set, 17:44
Renovação de Sérgio Conceição (foto FC Porto)

Presidente do FC Porto garante que, se os autores do ataque forem sócios, serão «severamente penalizados»

O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, reagiu esta terça-feira ao apedrejamento do carro onde seguiam familiares do treinador Sérgio Conceição, à saída do Estádio do Dragão, após a goleada sofrida perante o Club Brugge (4-0).

No editorial da revista Dragões, o dirigente portista reflete sobre várias lições que aprendeu ao longo das últimas décadas, abordando o incidente da última terça-feira e com a garantia de que eventuais sócios responsáveis pelo ataque serão castigados.

«Temos de ser absolutamente intolerantes em relação a atitudes de supostos portistas que se comportam como inimigos do clube. O que se passou com o apedrejamento do carro da família do Sérgio Conceição depois de um jogo foi um acontecimento abjeto que merece o nosso repúdio. Quem o praticou, se for sócio do FC Porto e estiver, por isso, sob a alçada disciplinar do clube, terá de ser severamente penalizado», escreveu.

O FC Porto, de resto, já tinha emitido um comunicado a repudiar o ataque ao carro onde seguia a esposa Liliana e os filhos Rodrigo (suplente não utilizado no jogo) e Moisés (jogador do Leixões). 

Note-se ainda que o Comando Metropolitano do Porto da Polícia de Segurança Pública (PSP) informou que foram identificados os presumíveis autores do apedrejamento.

Relacionados

Patrocinados