Pepe emite comunicado: defesa do FC Porto repudia castigo

19 abr, 22:31
FC Porto-Lyon

Internacional português diz estar inocente e que factos que lhe foram imputados não são verdadeiros. «A presunção de inocência de uns não pode ter um peso diferente da minha», aponta

Suspenso 23 dias alegadamente por ter pontapeado o diretor-desportivo do Sporting, Hugo Viana, no último FC Porto-Sporting para a Liga, Pepe emitiu um comunicado no qual alega que foi castigado por algo que não fez.

«A honra, a dignidade e a retidão do carácter são três dos valores que mais prezo na vida, seja em que circunstância for. E é em defesa destes pilares que não tenho outra alternativa que não seja repudiar veementemente o castigo que me foi aplicado pelo Conselho de Disciplina da FPF», começa por dizer o defesa do FC Porto numa mensagem publicada no Instagram.

Pepe diz que esperava que «a verdade dos factos» acabasse por prevalecer, mas que não foi isso que aconteceu. «Desde 11 de fevereiro que me mantive sempre muito tranquilo, por saber que não eram verdadeiros os factos que me foram imputados, mas hoje fui condenado a 23 dias de suspensão após um processo em que fui ouvido no dia 7 de março e em julgamento a 12 de abril, na Cidade do Futebol.»

O internacional português admite já ter errado muitas vezes ao longo de 23 anos de carreira profissional, mas frisa que sempre reconheceu os erros no seu trajeto e as consequências desses atos. «Quem se cruza ou cruzou comigo, sabe-o bem.»

Pepe termina o comunicado, reiterando estar inocente e considerando ter sido tratado de forma diferente pela justiça desportiva. «A palavra de uns não pode ter um peso diferente da minha palavra, a presunção de inocência de uns não pode ter um peso diferente da minha. A honra, a dignidade e a retidão de carácter que tanto prezo impele-me a repudiar, a lamentar e a insurgir-me contra um castigo que me foi aplicado por algo que não fiz. Repito, que não fiz. E a sensação de injustiça é, hoje e sempre, o pior dos sentimentos», remata.

O castigo aplicado a Pepe é passível de recurso junto junto do TAD através de providência cautelar que, a ser aceite, suspende a sanção. Nesta altura, o jogador do FC Porto falha o clássico de quinta-feira no Dragão com o Sporting para a 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados