Martínez: «A Chéquia é uma incógnita, a Turquia é muito competitiva»

2 dez 2023, 19:05

Selecionador destaca, acima de tudo, o calendário e os locais dos três primeiros jogos de Portugal na fase final

Roberto Martínez manifestou-se «satisfeito» com o sorteio da fase final do Euro2024 que colocou Chéquia, Turquia e uma terceira seleção que virá de um play-off como adversários. O selecionador de Portugal qualificou os adversários como «difíceis», mas destacou, acima de tudo, um calendário que oferece aos portugueses mais tempo de preparação antes da estreia e, além disso, permite realizar todos os jogos no centro da Alemanha.

«Estou satisfeito porque o formato do sorteio do Europeu é imprevisível. Há três seleções e depois é mais difícil saber o caminho, mas acho que para nós, para o adepto português, acho que é boa notícia saber que vamos jogar na zona centro. Estamos perto de muitos adeptos portugueses, jogamos nos estádios do Dortmund, Leipzig e Schalke», começou por destacar o selecionador, logo após o sorteio.

Portugal vai jogar no centro da Alemanha e é possível que volta a estabelecer a base em Marienfeld, como aconteceu no Mundial2006, também na Alemanha. É possível, agora temos 48 horas para tomar decisões importantes e uma das opções  é essa, mas temos outras, precisamos valorizar todos os aspetos dos relvados e posições estratégicas em relação à preparação», comentou.

Portugal será a última selecção a entrar em campo, frente à Chéquia. «Além disso, o Grupo F dá-nos um período de tempo para prepararmos o primeiro jogo e isso é importante para nós», destacou Roberto Martínez antes de falar de cada um dos adversários.

Seleção proveniente do play-off: «Os adversários são sempre difíceis, jogar contra um vencedor de um play-off é sempre complicado, porque têm uma positividade especial. Trata-se de uma seleção que, agora, ainda não sabe se vai estar no torneio».

Chéquia: «Nesta altura não tem treinador, é uma incógnita. Conheço bem a seleção da Chéquia, tem jogadores de alto nível, que jogam com muita objetividade, com um futebol muito positivo».

Turquia: «Ganhou o grupo de apuramento com equipas como a Croácia e País de Gales. É uma seleção que tem uma mistura muito boa de talento individual, muitos jovens e depois uma experiência que faz com que a Turquia seja uma equipa muito competitiva».

Checos e turcos já disseram que Portugal será o «favorito» deste grupo. «A nossa força está no balneário. Para nós, os próximos passos importantes serão o estágio de março, finalizar a lista de convocados e, depois, ter uma preparação perfeita. Os jogos são importantes para crescer. Somos uma equipa que fizemos um apuramento muito bom, mas isso não nos dá vantagem para o torneio. Precisamos de estar preparados para crescer nos três primeiros jogos. Queremos dar aos nossos adeptos uma alegria para podermos estar com entusiasmo preparados para o dia 18», referiu.

Dos três adversários conhecidos, Martínez não faz distinção em relação ao grau de dificuldade. «São diferentes, no futebol moderno precisamos de ter uma flexibilidade tática que nós já mostrámos. Precisamos de fazer mais conceitos para estarmos preparados, mas acho que o vencedor do play-off pode ser muito diferente. Pode ser um Luxemburgo, que conhecemos bem, uma Grécia, que é muito competitiva. É mais importante o que nós podemos fazer. Agora temos quatro jogos importantes para finalizar a nossa preparação», destacou ainda.

Relacionados

Seleção

Mais Seleção

Patrocinados