VÍDEO: França arrasa Gibraltar com a maior goleada de sempre dos Bleus

18 nov 2023, 21:58
França-Gibraltar (SEBASTIEN NOGIER/EPA)

Triunfo por 14-0 em Nice. Mbappé completou hat-trick com um «monumento» do meio-campo. Seleção de Deschamps marcou mais golos num jogo do que nos outros todos da fase de grupos

Uma goleada sobre Gibraltar não é propriamente novidade. É, aliás, o mais habitual num jogo diante da frágil seleção do Rochedo situado na costa sul de Espanha.

Mas uma por 14 (!) é outra história. Porque, a um dia de se cumprirem dez anos do primeiro jogo oficial da sua história, Gibraltar sofre a sua maior derrota de sempre. E porque esta é, por contraste, a maior vitória da história centenária da seleção francesa.

Aos 4 minutos, o conjunto de Didier Deschamps já vencia por 2-0, com um golo na própria baliza de Ethan Santos e outro de Marcus Thuram.

Aos 16 minutos, Zaire-Emery, enfant de 17 anos do Paris Saint-Germain, assinalou a estreia pela seleção gaulesa com um golo, para pouco depois sair lesionado após uma entrada dura que custou a expulsão a Ethan Santos, que deixou Gibraltar com um jogador a menos até ao apito final.

À meia-hora, Kylian Mbappé fez o 4-0 de penálti e entre os 34 e os 37 minutos França marcaria mais três vezes: Jonathan Clauss, lateral-direito do Marselha, estreou-se a marcar pelos Bleus aos 31 anos, Kingsley Coman assinou o 6-0 e logo a seguir Fofana fez o 7-0, resultado que se manteve até já para lá da hora de jogo.

Aos 63 minutos, Rabiot ampliou a contagem para 8-0 e dois minutos depois Coman bisou na partida, naquela que seria a terceira assistência de Mbappé na noite.

A dezena chegou ao minuto 73, por intermédio do recém-entrado Ousmanee Dembélé e o 11.º foi assinado no minuto seguinte por Kylian Mbappé e já representava a maior vitória da história de França, deixando para trás o 10-0 ao Azerbaijão em Auxerre a 6 de setembro de 1995.

Mas haveria mais: Mbappé assinalou o hat-trick com um remate a cerca de 40 metros.

E Giroud ainda bisaria com golos aos 89 e, de bicicleta, aos 90+1 minutos.

A França, que já estava apurada para o Euro 2024 e tinha o primeiro lugar do Grupo B fechado, marcou mais golos num só jogo do que nos outros seis da fase de grupos: 13.

Patrocinados