Estados Unidos vão enviar 31 tanques M1 Abrams

25 jan, 17:53
Tanque americano

Biden sublinhou que, ao contrário do que era esperado por Vladimir Putin, o ocidente manteve-se unido e não vai parar o seu apoio à Ucrânia

Os Estados Unidos da América vão enviar 31 tanques M1 Abrams, num pacote de ajuda militar avaliado em 400 milhões de euros, para equipar um batalhão ucraniano, afirmou esta quarta-feira o presidente Joe Biden.

"Os Estados Unidos da América vão enviar 31 carros de combate M1 Abrams para a Ucrânia(...) Além disso,vamos dar à Ucrânia as peças e o material necessário para a manutenção destes veículos no campo de batalha", disse o presidente americano.

Acompanhado do secretário de Estado, Antony Blinken, e do secretário da Defesa, Lloyd Austin, o líder americano garantiu que os EUA vão garantir a formação do exército ucraniano com estes veículos, um dos mais complexos e difíceis de operar.

Biden sublinhou que, ao contrário do que era esperado por Vladimir Putin, o ocidente manteve-se unido e não vai parar o seu apoio à Ucrânia. Porém, o presidente insiste que esta decisão "não é um ataque à Rússia", mas sim uma medida para "ajudar a Ucrânia a defender o seu território". 

Com o envio deste armamento os EUA esperar demonstrar o seu "compromisso a longo-prazo" para ajudar a Ucrânia a defender o seu território. 

Este anúncio surge um dia depois do governo alemão de enviar os carros de combate alemães Leopard 2. Além de prometer o envio de 14 tanques, Olaf Scholz vai permitir países aliados de exportar o veículo para a Ucrânia. 

E.U.A.

Mais E.U.A.

Patrocinados