Estado paga até 3.300 euros por mês por cada criança ou jovem acolhido

12 mar, 07:27
Crianças

REVISTA DE IMPRENSA || Apoio financeiro mais elevado será atribuído às casas de acolhimento

O Governo definiu novos valores a pagar às instituições que acolhem crianças e jovens. Segundo o Jornal de Notícias, as comparticipações por cada menor variam entre 1.100 e 3.300 euros mensais .

O apoio financeiro mais elevado será atribuído às casas de acolhimento para crianças e jovens que exigem acompanhamento especial devido a problemas específicos.

Nos casos destas unidades especializadas, dez é o número máximo de menores acolhidos.

Mesmo nas restantes unidades, o teto máximo foi reduzido: passou de 40 para 15. 

As novas regras, que visam personalizar o acolhimento, surgem na sequência das alterações aprovadas pelo governo em dezembro e indicam, por exemplo, que as casas de acolhimento devem ser mistas e não separar irmãos.

País

Mais País

Patrocinados