Empresário do Porto "vendia" máquinas online que nunca entregava

Agência Lusa , CV
1 jun, 14:47
Detido homem que burlou 300 pessoas num esquema de pirâmide

Homem, de 55 anos, foi detido pela Polícia Judiciária. É suspeito da prática continuada de burla qualificada

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, no Porto, um empresário suspeito de receber dinheiro pela venda de máquinas usadas que publicitava online e que nunca chegava a enviar aos compradores, anunciou esta quarta-feira aquela polícia.

Em comunicado, a PJ referiu que o homem, de 55 anos, é suspeito da prática continuada de crimes de burla qualificada.

Com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, o detido ficou com obrigação de permanência na habitação, depois de ter sido presente a primeiro interrogatório judicial.

“O arguido, recorrendo ao nome de empresas de que é possuidor, publicava em sites internacionais da especialidade anúncios de venda de máquinas e equipamentos usados, a preços inferiores ao valor do mercado, estabelecendo depois negociação via online ou por telefone com os interessados na compra e emitindo a respetiva fatura de pagamento”, explicou a PJ.

Os compradores, acreditando na veracidade dos negócios, procediam à transferência dos montantes acordados, acabando por não receber qualquer máquina ou obter a devolução do pagamento efetuado, acrescentou.

Segundo a PJ, o arguido terá conseguido com este modus operandi obter, ao longo dos anos, várias dezenas de milhares de euros em Portugal e noutros países.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados