Homem detido por violência doméstica em Lousada fica com pulseira eletrónica

Agência Lusa , CF
27 jul, 20:04
Crime

A GNR apurou que o detido "injuriava e infligia maus-tratos psicológicos e físicos contra a vítima, sua ex-mulher, de 50 anos"

Um homem de 51 anos foi detido pela GNR no concelho de Lousada, no distrito do Porto, por violência doméstica, tendo sido proibido de aproximar da vítima, sua ex-mulher, "com recurso a pulseira eletrónica", foi esta quarta-feira divulgado.

De acordo com um comunicado divulgado pela GNR, o homem foi detido na segunda-feira, na sequência de uma "investigação de violência doméstica", em que os militares apuraram que "injuriava e infligia maus-tratos psicológicos e físicos contra a vítima, sua ex-mulher, de 50 anos".

"Perante a gravidade dos factos e a escalada das ameaças, o suspeito foi detido e presente a primeiro interrogatório ontem [terça-feira], dia 26 de julho, no Tribunal Judicial de Penafiel", no distrito do Porto, de acordo com o texto.

A GNR adiantou que as medidas de coação aplicadas incluíram a "proibição de contactar, por qualquer forma ou meio, com a vítima, proibição de adquirir armas de fogo e de entregar todas as armas de fogo que possa ter na sua posse".

Também foi decretado o "afastamento da vítima, não podendo aproximar-se da mesma num raio de 500 metros, com recurso a pulseira eletrónica".

A GNR recorda que "a violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva".

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados