Depois da Irene, Juan: Portugal volta a ser atingido por depressão (espera-se chuva e até neve)

Agência Lusa , AG
18 jan, 20:16
Mau tempo (EPA)

Vento também deve intensificar-se, nomeadamente no litoral

O estado do tempo em Portugal continental vai ser afetado até sexta-feira pela depressão Juan, que está já a atingir as regiões Centro e Sul, provocando “precipitação por vezes forte”, indicou esta quinta-feira o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em comunicado, o IPMA explica que à depressão, que se desloca “gradualmente para leste”, está associada “uma massa de ar tropical instável e com elevado conteúdo de vapor de água, que já está a afetar as regiões do Centro e Sul de Portugal continental, com precipitação por vezes forte”.

Além da precipitação, as previsões indicam que existe a possibilidade de ocorrerem “trovoadas e rajadas convectivas” até ao final da manhã de sexta-feira.

O IPMA prevê também queda de neve nos pontos mais altos da serra da Estrela, a partir do início da madrugada de sexta-feira, “e que deverá acumular acima de 1400/1600 metros de altitude, descendo gradualmente a cota para os 1200/1400 metros”.

Adicionalmente, prevê-se uma intensificação do vento “no litoral a sul do Cabo Mondego e nas terras altas, em especial do Centro e Sul, com rajadas até 70 km/h”, lê-se na nota.

Nesse sentido, acrescenta o IPMA, foram emitidos avisos de precipitação e neve de nível amarelo.

Estão já sob aviso amarelo para precipitação os distritos de Lisboa, Évora, Castelo Branco, Faro, Setúbal, Santarém, Leiria, Beja e Portalegre. Este aviso amarelo estará em vigor até às 09:00 de sexta-feira.

Os distritos da Guarda e de Castelo Branco vão estar sob aviso amarelo de neve entre as 03:00 e as 12:00 de sexta-feira.

O aviso amarelo é emitido sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O estado do tempo nos arquipélagos da Madeira e Açores não será afetado pela depressão Juan.

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados