Ronaldo e a morte do filho no parto: «Porquê a nós?»

15 nov, 22:15
Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez (AP Photo/Armando Franca, File)

Jogador português assumiu que atravessou o «pior momento» e não sabia «como reagir»

Cristiano Ronaldo recordou o momento difícil que atravessou em abril último, juntamente com a companheira Georgina Rodríguez, devido à morte de um dos bebés gémeos durante o parto. Em mais um excerto da entrevista a Piers Morgan, divulgado esta terça-feira, o jogador português explicou aquilo que sentiu na altura.

«Provavelmente, o pior momento que passei na minha vida desde a morte do meu pai. Quando tens um bebé esperas que tudo seja normal e tivemos este problema, foi difícil. Como seres humanos que somos, eu e a Georgina tivemos um momento difícil, não percebíamos porque nos tinha acontecido a nós. Foi muito difícil o que se estava a passar nesse período da nossa vida», começou por dizer.

«O futebol continua, é tudo muito rápido, muitas competições, o futebol não para. E esse momento foi o mais difícil da minha vida e também para a minha família, especialmente a Gio. Foi difícil», realçou.

Ronaldo reconheceu ainda que esse foi um período em que se sentiu «feliz e triste ao mesmo tempo», pois nasceu a filha Bella Esmeralda, mas não sabia «como reagir». «É difícil de explicar, não sabia se ria ou chorava.»

Relacionados

Ronaldo

Mais Ronaldo

Patrocinados