Costa convida Marcelo para presidir a Conselho de Ministros de despedida

Andreia Miranda , EM ATUALIZAÇÃO
21 mar, 10:21
Comemoração do 5 de Outubro de 2023. LUSA

Reunião está marcada para dia 25 de março

António Costa, primeiro-ministro cessante, convidou o Presidente da República para presidir à última reunião do Conselho de Ministros do seu governo, informou o gabinete do primeiro-ministro em comunicado.

"O Primeiro-Ministro, António Costa, convidou o Senhor Presidente da República para presidir à última reunião do Conselho de Ministros do XXIII Governo Constitucional, que ocorrerá, extraordinariamente, no próximo dia 25 de março e será a primeira a realizar-se no novo Edifício do Governo, nas antigas instalações da Caixa Geral de Depósitos", lê-se na nota.

No cargo de primeiro-ministro desde novembro de 2015, António Costa demitiu-se a 7 de novembro do ano passado no meio do furacão da Operação Influencer.

Durante a campanha eleitoral apoiou Pedro Nuno Santos mas viu o Partido Socialista ser derrotado pela Aliança Democrática (AD), que junta PSD, CDS e PPM, arrecadou 28.84% dos votos e 80 deputados na Assembleia da República, contra 78 do PS (28%) e 50 deputados do Chega (18,07%).

A IL, com oito lugares, o BE, com cinco, e o PAN, com um, mantiveram o número de deputados. O Livre passou de um para quatro eleitos enquanto a CDU perdeu dois lugares e ficou com quatro deputados.

Esta quarta-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, indigitou Luís Montenegro como primeiro-ministro. O 19.º presidente do PSD vai assumir a liderança do Governo – nove anos depois de o partido ter deixado o poder, em 2015 – sem ter tido experiência executiva, embora já tenha dito publicamente que recusou por três vezes ocupar cargos no Governo (com Santana Lopes e duas com Passos Coelho) por razões familiares.

Luís Filipe Montenegro Cardoso de Morais Esteves, 51 anos, nasceu no Porto, mas viveu sempre em Espinho (Aveiro) e é advogado de profissão.

Governo

Mais Governo

Patrocinados