Líder da oposição sul-coreana recupera depois de ter sido esfaqueado no pescoço

Agência Lusa , NM
3 jan, 07:28
Lee Jae-myung (AP)

Lee Jae-myung foi submetido a uma operação para reconstruir a veia jugular e remover os coágulos de sangue

O líder da oposição sul-coreana, Lee Jae-myung, está a recuperar nos cuidados intensivos, após ter sido esfaqueado no pescoço na terça-feira, informaram esta quarta-feira fontes do Partido Democrático (PD) que representa.

"Lee está na UCI [unidade de cuidados intensivos] e só os seus familiares o podem visitar", afirmou o porta-voz do PD, Park Sung-joon, à agência noticiosa Yonhap.

Os médicos do Hospital da Universidade Nacional de Seul que o operaram não fizeram declarações sobre o estado de saúde de Lee. Têm sido os membros do PD a informarem os meios de comunicação social sobre o estado de saúde do político.

Representantes do grupo político afirmaram, no início do dia, que a operação para reconstruir a veia jugular de Lee e remover os coágulos de sangue demorou mais tempo do que o previsto, mas foi concluída com aparente sucesso.

O ataque ocorreu na terça-feira, durante um evento público na cidade de Busan, a 350 quilómetros a sudeste de Seul, quando o agressor, um homem de 66 anos, cravou uma faca de cerca de 17 centímetros no lado esquerdo do pescoço do político.

Entretanto, a polícia sul-coreana efetuou esta quarta-feira uma rusga à residência e ao escritório do atacante, na cidade central de Asan, disseram as autoridades, sem avançar mais detalhes.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados