Balão-espião? Isto é o que a China tem a dizer

Agência Lusa , AM
3 fev 2023, 09:07
Balão em Washington (Larry Mayer/The Billings Gazette/AP)

Balão foi avistado no espaço aéreo norte-americano durante dois dias e a descoberta coloca uma tensão adicional nas relações EUA-China

A China pediu que não se “especule”, após o Pentágono ter revelado que um balão de ar quente de espionagem chinesa sobrevoou os Estados Unidos a grande altitude.

“Até que os factos sejam esclarecidos, a especulação e a agitação não ajudam a resolver corretamente esta questão”, disse a porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros Mao Ning, em conferência de imprensa, esta sexta-feira.

Os Estados Unidos e o Canadá detetaram um balão de vigilância a sobrevoar o espaço aéreo dos dois países, com Washington a afirmar estar muito seguro de que o aparelho é chinês.

O Pentágono decidiu não destruir o balão devido ao risco de atingir pessoas no solo, informaram as autoridades norte-americanas na quinta-feira.

O balão foi avistado no espaço aéreo norte-americano durante dois dias e a descoberta coloca uma tensão adicional nas relações EUA-China.

Um responsável da defesa disse aos jornalistas que os EUA estão "muito seguros" de que se trata de um balão chinês de alta altitude que se encontrava a sobrevoar locais sensíveis para recolher informações.

Um dos locais onde o balão foi visto foi Montana, onde se encontra um dos três campos de silos de mísseis nucleares.

Relacionados

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados