Como beber duas ou mais chávenas de chá preto por dia pode ajudar a viver mais tempo

CNN , Madeline Holcombe
4 set, 19:00
Chá

Muitos estudos já reconhecem os benefícios para a saúde do chá verde, mas pouca investigação existe sobre o chá preto. Um novo relatório traz mais luz sobre esta bebida.

Uma agradável chávena de chá na sua caneca ou chávena favorita pode parecer que cura a alma - e um novo estudo descobriu que isso pode ser bom também para o seu corpo.

Beber duas ou mais chávenas de chá preto por dia está associado a um menor risco de morte por todas as causas, de acordo com um estudo publicado na segunda-feira passada na Annals of Internal Medicine.

O estudo analisou quase 500 mil homens e mulheres de 40 a 69 anos que no Reino Unido participaram entre 2006 e 2010 no Biobank, que alberga informação genética e sanitária aprofundada. A base de dados incluiu informações que os participantes relataram sobre os seus próprios hábitos de consumo de chá, tais como frequência e o que acrescentaram à sua chávena, de acordo com o estudo.

Alguns participantes não beberam chá preto de todo, mas como os dados vieram do Reino Unido, também havia muitas pessoas que o bebiam regularmente - e alguns que bebiam até 10 chávenas por dia, explicou a autora principal do estudo, Maki Inoue-Choi, uma epidemiologista do Instituto Nacional do Cancro nos EUA.

O Biobank fez o acompanhamento durante cerca de dez anos após o inquérito original, e os investigadores descobriram que as pessoas que bebiam duas ou mais chávenas de chá diariamente tinham menos probabilidades de ter morrido de causas como doenças cardiovasculares, doenças cardíacas isquémicas e AVC, de acordo com o estudo.

A investigação traz um olhar excitante sobre os hábitos de consumo de chá, mas ainda há mais trabalho a fazer antes de recomendar mudanças alimentares, disse Howard Sesso, professor associado de medicina na Faculdade de Medicina de Harvard e epidemiologista associado no Brigham and Women's Hospital em Boston. Sesso não esteve envolvido no estudo.

"Os autores tentaram controlar outros fatores dietéticos, mas os bebedores de chá tipicamente diferem dos não bebedores de chá de formas que provavelmente enfraqueceriam essas conclusões. Precisamos realmente de mais ensaios clínicos aleatórios para testar a ingestão de chá", disse Sesso por e-mail.

Há muito que se pensa que o chá verde tem benefícios para a saúde física, e novas investigações sugerem que o chá preto também tem.

E quanto ao leite e ao açúcar adicionados?

Para muitos bebedores de chá, o processo de fazer o seu chá é crucial.

Qual a temperatura que a água precisa de estar? Adiciona leite? Açúcar? Quanto?

Se não consegue imaginar tomar o seu chá preto sem adicionar algo, não se preocupe já. Segundo o estudo, não houve uma redução significativa dos benefícios para a saúde naqueles que adicionaram leite ou açúcar.

Mas isso não significa necessariamente que essa seja a forma mais saudável de beber chá. Inoue-Choi disse que os especialistas em saúde encorajam fortemente a limitação do açúcar e das gorduras saturadas, como as do leite.

Deve mudar os seus hábitos de consumo?

Embora seja difícil dizer com certeza com base na investigação conhecida até agora, Inoue-Choi disse que existem algumas boas razões pelas quais o chá preto pode ser tão benéfico.

"Existem múltiplos mecanismos possíveis", disse ela. "O chá é rico em compostos bioativos... Eles têm o potencial de diminuir o stress oxidado e inflamações. Isso poderá proteger contra condições de saúde como o cancro e as doenças cardíacas".

Tem havido muita investigação sobre os benefícios para a saúde do chá verde.

Estudos observacionais, como um de 2013, sugerem que o chá verde poderá abrandar o crescimento de condições pré-cancerosas, enquanto um estudo de 2014 apurou que o consumo de chá verde está associado a um menor risco de declínio cognitivo.

Tanto o chá preto como o chá verde provêm de variações da mesma planta, camellia sinensis, mas pouca investigação se debruçou até agora sobre os impactos de beber chá preto, afirmou Inoue-Choi.

Devido à falta de investigação, pode ainda não ser altura de adicionar o chá preto à sua rotina diária, acrescentou.

"As nossas descobertas podem tranquilizar as pessoas que já bebem chá todos os dias, mas não recomendamos a tomada de decisões sobre se as pessoas devem começar a beber chá ou se mudam o quanto estão a beber neste momento", disse Inoue-Choi.

As pessoas não devem confiar nos resultados de um único estudo para este tipo de mudanças, disse ela, e é necessária mais investigação para completar os resultados.

"Este estudo não prova que a ingestão de chá reduz a mortalidade, mas sugere que se estiver atualmente a beber chá - e especialmente chá preto, que era o tipo de chá escolhido no Reino Unido - pode continuar a fazê-lo", disse Sesso.

Vida Saudável

Mais Vida Saudável

Patrocinados