Funcionária do aeroporto de Lisboa usava dados dos cartões dos passageiros para fazer compras online

Agência Lusa , AM
5 jan, 10:20
Passageiros chegam ao aeroporto de Lisboa (Manuel de Almeida/Lusa)

Mulher de 22 anos foi detida e ficou com termo de identidade e residência

Uma funcionária de handling do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, foi identificada pela PSP e constituída arguida por suspeita de burla informática, ao usar dados dos cartões de débito dos passageiros para compras online.

Em comunicado, a PSP informa que a funcionária, de 22 anos e que trabalhava desde outubro de 2022 no aeroporto, foi surpreendida em flagrante a fotografar cartões de débito de passageiros, que os entregavam na altura do embarque, sendo os dados usados, mais tarde, para compras ‘on-line’ e para garantir as deslocações “em viaturas de transporte por plataforma”.

“Em uma das situações que fora denunciada e que permitiu a ação policial, a vítima viu ser congelada a sua conta por suspeita de movimentos indevidos tendo, neste caso, o montante da burla ascendido a 1.495,10 euros”, refere a PSP.

Na ação policial, foram apreendidos um telemóvel e 58 artigos de cosmética adquiridos desta forma. Foi igualmente apreendido o cartão aeroportuário, entretanto devolvido à entidade emissora.

“Foi ainda possível perceber que parte das compras que ao longo do tempo tentou fazer foram bloqueadas por o(s) vendedor(es) suspeitar(em) das transações”, acrescentou a PSP.

A funcionária foi constituída arguida e sujeita a termo de identidade e residência, decorrendo agora o processo-crime.

A PSP aconselha a que se mantenha sempre comportamentos seguros relativamente aos cartões de débito e crédito, não perdendo de vista os cartões sempre que estes forem manuseados por terceiros.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados