Dois irmãos detidos em Oeiras por agressões à mãe doente com Alzheimer

Agência Lusa , PF
26 abr, 16:53
Violência no namoro (Pexels)

Não obstante os suspeitos já terem sido constituídos arguidos e interrogados por estes factos, continuaram com as agressões, provocando mais hematomas na sua progenitora, sem que a mesma consiga entender o motivo devido à doença de que é portadora”, sublinhou a PSP

Dois irmãos, com 49 e 50 anos, vão aguardar julgamento em prisão preventiva após terem sido detidos em Oeiras, distrito de Lisboa, por violência doméstica continuada contra a mãe, uma idosa com doença de Alzheimer, anunciou esta sexta-feira a PSP.

Os dois homens são suspeitos de agressões físicas contra a mãe, “deixando-lhe marcas por todo corpo”, revelou o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa (Cometlis).

A idosa frequentava um centro de dia e regressava a casa à noite, tendo como supostos cuidadores os dois filhos.

“Não obstante os suspeitos já terem sido constituídos arguidos e interrogados por estes factos, continuaram com as agressões, provocando mais hematomas na sua progenitora, sem que a mesma consiga entender o motivo devido à doença de que é portadora”, sublinhou a PSP.

A polícia revelou que, face à continuidade das agressões, foram solicitados mandados de detenção fora de flagrante delito para ambos.

Após a detenção, os dois suspeitos foram presentes, para primeiro interrogatório, a autoridade judiciária, que decretou que ficariam a aguardar julgamento em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa.

Segundo a PSP, foi também “acautelada a permanência da vítima a tempo inteiro no centro de dia, para que lhe sejam prestados todos os cuidados de que necessita”.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados