Parlamento búlgaro aprova novo primeiro-ministro e põe fim a oito meses de crise política

Agência Lusa , DCT
13 dez 2021, 18:09
Kiril Petkov, primeiro-ministro da Bulgária
Kiril Petkov, primeiro-ministro da Bulgária

Este acordo põe termo ao consulado de Boris Borissov, o ex-primeiro-ministro que dominou a vida política búlgara durante cerca de uma década

PUB

O Parlamento búlgaro aprovou esta segunda-feira o primeiro-ministro designado, o economista Kiril Petkov, que vai liderar um governo de coligação de quatro partidos, pondo fim a oito meses de crise política após três eleições gerais.

Os 134 deputados da coligação votaram a favor do novo chefe de Governo, 104 parlamentares votaram contra e dois não compareceram à votação.

PUB

O novo executivo é formado pelos partidos Nós Continuamos a Mudança (PP) de Petkov, vencedor das eleições de 14 de novembro, a formação de direita Bulgária Democrática, os sociais-democratas e a formação “antissistema” Existe Tal Povo (ITP, na sigla original), fundado pelo ex-cantor Slavi Trifonov.

Oito meses de crise política

Este acordo põe termo ao consulado de Boris Borissov, o ex-primeiro-ministro que dominou a vida política búlgara durante cerca de uma década e que os seus críticos acusam de corrupção.

Fragilizado por uma vaga de manifestações no verão de 2020, Borissov foi afastado do poder na sequência das eleições de abril, mas os restantes partidos não conseguiram obter um acordo, e o mesmo sucedeu após as legislativas de julho, num inédito impasse político.

PUB
PUB
PUB

Perante este bloqueio, Kiril Petkov e Assen Vassilev, dois empresários que se conheceram na Universidade de Harvard, Estados Unidos, avançaram em setembro à conquista do poder, após terem seduzido os búlgaros pela sua ação no gabinete de transição.

Dois meses depois, surpreenderam ao garantirem cerca de 26% dos votos nas eleições legislativas, com confortável vantagem face ao partido conservador Gerb, de Borissov.

O fim da corrupção, a reforma do sistema judicial ou a modernização do sistema de saúde neste país balcânico de 6,9 milhões de habitantes são as prioridades da nova equipa governamental.

Uma newsletter para conversarmos - Decisão 22

Envie-nos as suas questões e sugestões de temas, responderemos pela caixa do correio

Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados